Hoje no Prata da Casa: Cícero

E o segundo show da minha curadoria do Prata da Casa é com o carioca Cícero, que eu acho que vai crescer bastante durante 2012. Abaixo, o texto que escrevi de apresentação do rapaz:

Ele foi chegando de mansinho, com uma página no Facebook aqui, um clipe no YouTube acolá, MP3 pra download logo em seguida e, quando menos percebeu-se, o carioca Cícero já era um dos principais novos nomes de 2011, mesmo com seu álbum Canções de Apartamento passando longe da auto-afirmação da nova MPB ou da autocelebração do indie rock. A introspecção do título faz o caminho inverso da evolução tropicalista proposta por Caetano Veloso e retoma a bossa nova como gênero carioca – e não brasileiro – recolocando-a numa linha evolutiva que passa pelo rock dos anos 80 e inevitavelmente descamba nos Los Hermanos, provavelmente sua influência mais fácil de ser detectada. Mas por ser de uma geração mais nova que a da banda de Camelo e Amarante, o ex-integrante da banda Alice consegue ir além do conflito MPB-indie que por fim dissolveu o grupo, mas que com Cícero deixa de ser uma tensão para fluir tranquila e placidamente como uma tarde de terça-feira no Rio de Janeiro…

Não custa lembrar que o show acontece na Choperia do Sesc Pompéia e começa às 21h – uma hora depois dos ingressos começarem a ser distribuídos. E se eu fosse você, não perdia esse show, tou com um bom feeling sobre ele… Na terça que vem não tem Prata (é carnaval, o programa vai ser o CARNAVALANALÓGICODIGITAL), mas na outra, dia 28, quem toca são os pernambucanos da Banda de Joseph Tourton.

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. Rodrigo Miranda disse:

    Alexandre, o show semana passada foi massa. Fui por ser “da casa” no projeto. Afinal, tem uns 5 anos que sempre apareço nas terças por lá.

    Só pra te acostumar… em tese, começa a distribuir o ingresso às 20 horas e o show começa às 21 horas. No texto está que o show começa às 20 horas.

    Boa sorte na curadoria. A Nina Becker nunca fez solo Prata da casa, certo?

  2. YCK disse:

    Show bom. Tocou o cd inteiro e o cover que fez do Strokes. Gravaste o show inteiro, Matias?