Emicida não vem só

emicida2019

O rapper paulistano Emicida dividiu seu próximo disco, AmarElo, em duas partes, e a primeira delas já tem data pra chegar: dia 31 de outubro nas plataformas digitais. Ele divulgou o nome das músicas, as colaborações e a capa dp disco, e impressiona o time que ele reuniu, que tem desde Fernanda Montenegro até Zeca Pagodinho, passando por MC Tha, Fabiana Cozza, Marcos Valle, Pabllo Vittar, Ibeyi e Dona Onete.

amarelo-emicida

“Principia”, com Pastoras do Rosário, Pastor Henrique Vieira e Fabiana Cozza
“Ordem Natural das Coisas”, com MC Tha
“Pequenas Alegrias da Vida Adulta”, com Marcos Valle e Thiago Ventura
“Quem Tem um Amigo (Tem Tudo)”, com Zeca Pagodinho, Tokyo Ska Paradise Orchestra e Os Prettos
“Paisagem”
“Cananéia, Iguape, Ilha Comprida”
“9nha”, com Drik Barbosa
“Ismália”, com Larissa Luz e Fernanda Montenegro
“Eminência Parda”, com Dona Onete, Jé Santiago e Papillon
“AmarElo”, com Pabllo Vittar e Majur
“Libre”, Ibeyi

A capa do disco é uma foto de 1974 feita pela fotógrafa Claudia Andujar, conhecida como uma das principais especialistas na fotografia destas tribos, na aldeia Ianomâmi, em Roraima. “Em se tratando de fotografia, acho que a conquista maior é fazer um pedaço de papel com uma imagem se tornar uma janela”, escreveu sobre a capa nas redes sociais. “Isso faz com que a gente queira pular dentro dos retratos de catástrofes e ajudar de alguma forma, sentir o cheiro de campos cobertos de girassóis ou sentir os respingos de água que passeiam pelo ar após o salto encantador de uma baleia por cima das ondas do mar. Claudia Andujar, com sua imensa sensibilidade, consegue em seus retratos dar um passo além disso. Ela transforma seus retratos em espelhos, de maneira a nos encontrarmos no outro e consequentemente, ele também se encontrar em nós. Meu sonho é conseguir fazer isso com minha música. Ser um ponto de encontro, onde todo mundo se torna um. Foi por isso que escolhi um retrato dela para ser a capa de AmarElo.”

Você pode gostar...