E o troféu vergonha alheia de 2013 é do holograma de Renato Russo

renatolograma

Não tenho palavras pra descrever isso:

Vai ser difícil alguém superar essa bobagem esse ano.

Você pode gostar...

21 Resultados

  1. sassa mutema disse:

    O “we are the losers” cantando Será superou, meu bom rapaz.

  2. Thatiana disse:

    Tá me parecendo que foi o Guilherme Lemos quem fez esse holograma, hein! E a trilha de vocal da gravação de estúdio? Putz!

  3. monika disse:

    por que?

    • Tiago disse:

      Você viu o Coachella 2012? Ele teve uma grande surpresa quando durante um show (sem qualquer anúncio) um holograma de Tupac Shakur aparece no palco durante o show de Snoop Dogg.

      A qualidade do negócio foi impressionante – mesmo que o bom gosto e tom à memória do falecido sejam questionáveis.

      Quando anunciaram esse show em homenagem ao Renato Russo, desde o começo a Globo/Multishow vendeu a noção do ‘holograma’, e saiu essa imagem mal-feita, sem sincronismo ou ânimo ao som de uma gravação fria de estúdio.

      É meio deprimente que/se isso foi o melhor que conseguiram fazer.

      • Acho que mesmo se o holograma tivesse legal, seria um mico do mesmo jeito. É aquele ponto em que o brega e a falta de noção são a mesma coisa.

        • Tiago disse:

          Concordo, Matias. Acho uma falta de respeito à memória do falecido – mesmo no caso do Coachella.
          Mas acho que PELO MENOS bem feito, parece que há um tom de reverência e homenagem mais nítido. Do jeito que foi ficou clara a inten$ão dos idealizadore$…

        • Bruno disse:

          Mas prq o do Tupac é legal e o do Renato é brega?

  4. Fra tura disse:

    Foi realmente algo de dar dó….E a raulseixização da legião/renato russo a passos largos.

  5. Gabriel disse:

    Não entendi. :/ Não gostaram da qualidade do holograma, foi isso? Eu não sou fã do cara, mas se fosse acho que iria curtir algo assim. Será que eu perdi algo aí?

  6. Tiago disse:

    Num show em que “Vergonha Alheia” foi a palavra de ordem, realmente foi difícil superar essa… Não por falta de tentativa (Jerry Adriani cantando Tempo Perdido foi de revirar o estômago)

    Mas o final com todos os artistas – que estragaram músicas individualmente – se unindo no palco – para estragar coletivamente – conseguiu ser ainda pior que o holograma…

    Confesso que pela primeira vez na vida espero uma resenha do Régis Tadeu!

  7. Marcos Xi disse:

    Tipo… é isso? Passou a mesma emoção e sensação de realidade que uma pedra discutindo com uma rocha.

  8. Thanius Scoralick Sarchis disse:

    Aí sim, fomos surpreendidos novamente.

  9. Ana Flavia disse:

    calma, vai ter o holograma do Cazuza ainda este ano…

  10. Ludwig disse:

    E eu achava que Legião Urbana não podia ficar pior do que já era…

  11. YCK disse:

    A entrada pareceu a entrada da equipe do Chicago Bulls na era Jordan, cheia de estrelas, e a interação com a plateia foi zero. Ouvindo, percebe-se a linha limpa, sem emoção, que não tem uma única chamada para cantar junto, uma interjeição. O que salvou foi a música.
    Não teve o impacto que 2pac teve porque a mágica vista pela segunda vez não tem tanta graça. Se não foi troféu vergonha alheia é porque ainda é indicado, o prêmio é entregeu no final do ano.

  12. Jandira Avelino disse:

    Qualquer homenagem é sempre bem vinda, sendo que eles teriam que colocar pessoas para cantar que pelo menos tivesse a ver com a banda e sua história, pq não chamaram os paralamas que são os padrinhos da banda, plebe rude q é de Brasília , capital inicial. Quanto ao holograma valeu a intenção. Legião e Renato nunca serão esquecidos, afinal a legião somos todos nós fãs.

  13. Luiza disse:

    Necrófilos!!! miseráveis!!!!!!! como vcs podem fazer um evento desse? temos que investigar!!!! isso tem cheiro de fraude!!!!!!!

  14. Parece que ele saiu direto de um filme do Tim Burton.

  1. 30/06/2013

    […] compensar essa assombração, vamos a um […]