E essa?

“A web é mais interessante quando você pode criar aplicativos para interagir mais facilmente com amigos e colegas”, escreve o Google Code, todo orgulhoso, ao apresentar a Facebookzação do grande G. E o que acontece quando esses aplicativos são criados para sacanear os outros (como, por exemplo, o caso do sujeito que desenvolveu um aplicativo para o Facebook, tornou-o popular e o vendeu para uma empresa no eBay)? E o que acontece quando, em menos de 45 minutos depois do lançamento do OpenSocial (essa estratégia que, por incrível que possa parecer, pode transformar o Orkut e o MySpace em uma coisa só), um hacker invade um desses aplicativos (estes sim, a grande bolha da web 2.0, que só deverá começar a inflar mesmo a partir do ano que vem) para lembrar que é possível estragar com todo esse lá-lá-lá-rede-social aproveitando algumas brechas abertas na pressa de ganhar uma grana. Ou seja: tudo muito lindo nesse papo de rede social, mas tamos esquecendo que nada é tão lindo na internet. Transparência é a palavra-chave, cada vez mais.

Você pode gostar...