Disco da manhã: The Pains of Being Pure at Heart

Você já deve ter se perguntado por que a volta dos anos 80 que assistimos nessa década que está chegando ao fim só ressuscitou hits infantis, bandas de rock brasileiro e modismos datados. Mas eis que, ao mesmo tempo em que a versão oba-oba deste revival vai morrendo, alguns ecos de certos anos 80 que ainda não ouvimos em edição atualizada começam a dar sinal de vida – e um dos melhores deles é certamente o disco de estréia do quarteto nova-iorquino The Pains of Being Pure at Heart, que ressuscita as guitarras shoegaze e dreampop para o território do indie-pop. É como se o Belle & Sebastian surgisse não como uma banda de twee nhenhenhem me-deixa-chorando-aqui-no-quarto mas como um grupo que gostasse de microfonia e ruído elétrico – sem deixar de lado o apreço pela melodia. Essa música que eu escolhi nem é tão barulhenta assim (longe disso) e não se deixe enganar pelo começo que lembra “Modern Love”, do Bowie. Uma boa para quem está começando o ano nesse verão frio de São Paulo. O disco, que só sai oficialmente em fevereiro, já está disponível para download via Bolachas Grátis.


The Pains of Being Pure at Heart – “A Teenager in Love

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. pedro disse:

    essa banda é sensacional!!

  2. Até q enfim tá falando de banda decente aqui hein? Hahaha

  3. Eles entraram naquela lista TOSCA que por algum motivo vc chamou de “melhores discos de 2008”?

  4. Paul disse:

    Me lembrou o Pretenders.