Cosmopolis, por Warren Ellis

Ou, como o próprio autor de Planetary explica no título de seu post, “por que o filme não me deixou odiá-lo“:

I watched this twice, last week. Well, maybe one and a half times. I watched it once and didn’t like it. And the next day I watched some bits again because, for no reason, parts of it were sticking in my head.
It’s stagey. Stilted. Not all the actors can pull off the Don DeLillo dialogue that Cronenberg (ever a writer’s screenwriter) transposed from book to film. It’s short and still feels flabby in places. The thread of a fairly simple plot gets lost. Among other things.

And yet.

There is something almost brilliant in here, in places. The weird back-projection of the world outside the car the film (mostly) takes place in is a great choice. There are ideas, and ambitions, and… I’m going to have to watch the damn thing again. Because it’s making me think about it.

E você, assistiu? Gostou? Odiou?

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. Como um todo, eu não gostei. Achei arrastado demais, com cenas que demoram mais do que deveriam. Mas alguns pedaços, alguns diálogos, vale a experiência.

  2. lucas disse:

    hahahaha, rapaz, eu fui com muita expectativa para ver esse filme e sai do cinema meio decepicionado. mas assim como ele o filme não me sai da cabeça, volto e meia penso nele.
    alguns dialogos e cenas sao antologicos. como aquele com a chefe de ideias e o ultimo dialogo do filme. a morte do motorista tambem.
    acho que o filme nos leva para um vazio que nao queremos nos deparar e que esta presente hoje no mundo o tempo todo. um vazio com o qual ficamos empanturrados. talvez seja isso que nao satisfaça e ao mesmo tempo nos dê a sensacao de querer ver de novo.

    de todo modo eu nao gostei da interpretacao do ator principal, precisaria de alguem com vinte e poucos anos mas com um pouco mais de rodagem….

  3. Fra tura disse:

    Eu gostei MUITO!!!!!!!
    Filmaço que vi esse ano, mas é do ano passado, foi Rampart….viu?

  4. Matheus disse:

    Nível de excelência máxima. Vale assistir mais de uma vez para entrar no tempo do filme. Atuação discreta do tal Robert – ele mandou bem pra caralho. Tem algumas sutilezas que exigem um esforço maior por parte do espectador. Vale o esforço. O filme é sem dúvidas um alívio pós o chatinho Método Perigoso.

  5. Marco Chaparro disse:

    Eu não ia gostando na medida que ia vendo, mas ficava cada vez mais nteressado. Depois fiquei dias com trechos do filme dando uma epifania atrás da outra.

  6. Leia o livro. O que o filme tem de bom ou instigante é do livro. E olha que sou fã do Cronenba.