“Coração não é tão simples quanto pensa”

Nunca tinha ouvido falar nessa Banda Mais Bonita da Cidade, que é hippie até dizer chega (não que tenha algum problema nisso), mas esse clipe ficou altos.

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. Bruno disse:

    Só falta terminarem a música, porque 6 minutos de refrão é dose.

  2. Pedro disse:

    “Coração não é tão simples quanto pensa,nele cabe o que não cabe na dispensa”,forçou a barra,hein?!Na realidade,forçou a barra demais,em tudo…Na tentativa de fazer um clima arcadefirebrucepeninsuliano,no baterista tocando com um cachorro no colo,no pianinho de criança,e de fato,6 minutos de refrão é dose.Mas ao menos a guria serelepe de camisa xadrez é bem bonitinha pra poder aliviar o clipe.

  3. Me deram a dica disso hoje, nem vi que você já tinha postado…

    Acho que essa versão esticada é só pro clipe, não faz sentido tanta repetição.

  4. Tiago disse:

    Boa. Mas o clip é bem parecido com o da música Nantes, do Beirut: http://www.youtube.com/watch?v=QW0i1U4u0KE&feature=player_embedded#at=218

  5. Luiz disse:

    parece é propaganda vivaoladobomdavida (alguem ainda aguenta isso?) ou de ,sei la, cartão universitario

  6. Rech disse:

    Quanto coração amargo por aí, deuzulivre.

  7. Oz disse:

    Eu estranhamente gostei. Achei bem carismático. Mal não faz. A letra tem uns enche linguiça e talz, mas de boaça.

  8. Hana disse:

    Curti, curti mto!

  9. mariana disse:

    e essa oração que não termina…

  10. @Leticce disse:

    Ah gente…estou apaixonada…que meigo isso.

  11. vinícius disse:

    gente obrigado pela divulgação aqui, ficamos bem felizes, não faz nem um dia que está no ar e chegar até aqui foi bem legal. =) mas pô, HIPPIES NÃO NÉ. BICHO GRILO CHIQUE é a nossa definição. hahaha abraços!!!

  12. vinícius disse:

    ah @Tiago!! os videos do BEIRUT para o “flying club cup” são SIM a nossa referência maior pra realizarmos o nosso. abs!

  13. gustavo disse:

    cantaram a bola e eu repasso: polyphonic spree tupiniquins (http://youtu.be/rHJo_klmPcA)

  14. @Jackmout disse:

    Caramba, que troço chato!

  15. @Jackmout disse:

    Nem cardiologista ouve falar em coração tanto assim!

  16. Ian Black disse:

    que do caralho esse som.
    indie brasileiro é tudo pau no cu, puta que pariu.

  17. Bruno disse:

    Hipster?

  18. zu disse:

    porra, achei lindo

    que galera amarga e mal comida nos comentários haha

  19. george disse:

    A culpa é do Beirut. Pra mim, infelizmente o Zack Condom é a maior influência da música brasileira de hoje, todo mundo imita. Acho uma pena.

    • Débora disse:

      Desculpe, mas o dia que Luan Santana começar a imitar o ZacH CondoN irá ser uma benção a música brasileira. E se você está falando de MPB, temos raízes muito mais antigas que o Beirut…

      Gosto é gosto…. Mas, não consigo imaginar alguém achando uma pena uma banda tão boa quanto Beirut influenciando nossa música. 😉 Além do mais…… o Zach Condon é LINDO! *ataque de fã histérica do tipo Restart* Agora, sem brincadeira: a música deles é muito boa!

  20. Martins disse:

    Não gostei da música nem do estilo da banda. Porém, o video está muito bem editado e dirigido. Coisa gringa. Não se vê qualidade assim por aí. Parabéns.

  21. Diego disse:

    Polyphonic Spree!

  22. Nilton disse:

    Achei massa. Curti o plano sequencia e a casa em que o clipe foi filmado.

  23. Rica disse:

    jura que tão achando longa e repetitiva? ouve Odara que passa. cambada.

  24. silvio disse:

    Povin chato esse. A música é bobinha como todas as canções sobre o amor. O amor é ridículo assim mesmo, faz a gente fazer besteira, rir de coisa idiota, mas é necessário. Esse clipe é muito bom! A ideia não é nova – Nem quem aponta o do Beirut como influência deve esquecer de que essa ideia de plano-sequencia não tem nada de inédita, ok? – mas foi muito bem executada. Merece todos os nossos parabéns!
    Vão ser chatos assim lá na Globo, gente!

  25. Camelo disse:

    A influencia do beirute são sõ nos gases que estão na casa, da pra ver na cara feia de alguns componentes. ultima vez que comi beirute fiquei uma semana no banheiro.

    Na verdade esse é um bloco de carnaval de gente que não sabe sambar!

    eles repetem 4mil vezes a música. assim como as escolas de samba no carnaval….

    se tivessem vendedores de cerveja e homens vestidos de mulher, vocês iam achar normal a música repetir tanto.

    o que mais faz essa música ter uma cara própria é o cachorro no colo do baterista!

    tem que ver quando late!

  26. Natalia Weber disse:

    posso detestar sem ser mal-comida.
    posso amar sem ser brega.
    simples.

  27. bruna disse:

    entre AMOR E ÓDIO fico com isto
    http://www.youtube.com/watch?v=GAJiphRVyhw

  28. rackel ress disse:

    O mundo ta cheio de féla da puta, o video faz tudo parecer mais doce…

  29. Renata disse:

    Esses comentários é realmente tudo uma questão de gosto e opinião. Eu posso falar que essa música deles é “horrível” se meu ouvido está habituado a um estilo específico e se meu gosto musical diverge totalmente do deles, porém avaliar toda a obra e criação, todo o empenho, a voz em si de quem canta .. pelo visto não foi levado em cosideração. Criticar e encontrar defeitos no que o outro cria é muito fácil mesmo, concordo.
    Mas para eles e outros tantos que assitiram ao vídeo e se indentificaram, é uma obra de arte.
    Há por esse mundo afora tantas outras bandas “famosas” e que por muitos é considerada um verdadeiro “lixo” .. Não vejo um motivo lógico de se fazer essas “críticas” a essas pessoas. Elas estão apenas buscando aquilo que desejam, encontram sentido e realização nisso!
    Deveria sim, existir um respeito maior pelas “diferenças”.

  30. Bruna Gonçalves disse:

    Adorei o clip

  31. PT disse:

    Bom, tem 100 mil views em 2 dias. Haters gonna hate.

  32. Armando disse:

    Adorei o clip a banda e o seu site!

  33. POIZEH, neh Terron…

  34. milena disse:

    renata, total tô contigo. eu cansei desse papinho “sou melhor que você, sou mais indie que você, ninguém aqui é criativo, tudo é cópia, vamo falar mal que é mais legal” já havia falado disso aqui outras vezes, a crítica pela crítica nunca me convenceu. gosto é diferente mesmo, respeitar isso é que tem sido cada vez mais difícil pra algumas pessoas.
    fico muito puta quando vejo gente arrumando rótulo e comparando só pra defender ponto de vista. sem respeito algum ao trabalho do outro, ao outro em si. acho isso o fim, mesmo.
    a questão vai além do que se entende como liberdade de expressão e o direito que cada um tem de falar o que quer e como quer, a questão é: precisa denegrir, ofender, magoar, rebaixar, faltar com respeito pra isso? precisa mesmo?

  35. Francisco disse:

    Não é meu estilo, mas achei bem bacaninha. Bem feitinho e letra bonitinha. Todo mundo pareceu bem carismático tb, como o nome da banda. Estão de parabéns. 🙂

  36. “Bom, tem 100 mil views em 2 dias. Haters gonna hate.”

    Tirou as palavras da minha boca.

  37. Eu adorei demais o video de vcs. sabe qnd vemos algo que gostamos muito… então… muito bom mesmo

  38. Marcelo Lima disse:

    tem um apelo emocional forte, mas me soou datado, óbvio e facilmente enjoável.

  39. sassa mutema disse:

    imagina o chero de cc dessa casa, é muito coração pra pouca dispensa

  40. bom que todo produto hoje já vem completo 🙂

    já tem “making of”
    making of da “a banda mais bonita da cidade” http://youtu.be/oCaOuzHAji8

    Matias, teacheris? 😛

  41. Tinha visto o comentário do Gonzo… A Audrey definiu o estilo disso como sendo um Los Hermanos hippie. De fato é um clipe massa, bem feito. Tão bem feito que fico com aqueles que dizem que chega perto de ser um comercial.
    Uma nova “Ana Júlia”? Sei lá.
    Na verdade, fiquei com vontade de saber como foi o Making Off do clipe. Aqui em casa estavamos nos perguntando quantos ensaios foi necessário.
    De todo o modo, essa música vai virar grude na cabeça da galera.
    Mas isso não é ruim.

  42. Marcio disse:

    Parece comercial de margarina.

  43. Leo Morato disse:

    Se as coisas são alegres as pessoas falam q é muito “viva o lado bom da vida”. Se é triste falam q é deprê e emo demais. Ô povo q nunca ta satisfeito! Isso é falta de sexo!

  44. vanessa disse:

    achei o clipe foda!!! parece simplão e por trás dessa cara hippiebichogrilo tem um trampo do cão! a música é bonita, alegre, é pra ser assim… e o lance de repetir a letra não deixa cansativo pq são tantas variações no filme, são tantas pessoas, vocais… adorei. que bom q eles têm influência de beirut, pelo menos têm boas referências (:

  45. felipe disse:

    I don’t want to hang out with these people

  46. pedro bó disse:

    clipe é barato (no sentido monetário da coisa) e extremamente bem feito… a musica é linda demais… repetir por repetir… dá-lhe Odara!
    sim, eu sou um apaixonado brega hipster assumido… isso tb explica reginaldo rossi estar entre os mais tocados do meu itunes…

    e aproveitei a deixa da música pra declarar meu amor por minha esposa e transamos lentamente e com muito carinho como não faziamos a dias… aos mal-comidos… fica a dica!

    em tempo, se ser felizinho é o mesmo que figurante de comercial de margania… pega a doriana ai meu amor!!!!

  47. Filipe disse:

    Tem cada Zé povinho chato ai que precisa criticar tudo, né? Bando de gente mal amada, tá louco

  48. Natalia Weber disse:

    reginaldo rossi no itunes. definiu bem.

    renata: quem não gosta aparentemente é a minoria, e a galera continuam chamando os q não curtem de mal-comido. nenhum respeito aos diferentes gostos, realmente… vc está com a razão. mas acabou que vc julgou quem tem o gosto diferente de tacanho e de gente que não sabe julgar direito a ~arte~ do clipe em questão, aí então eu não entendi…

  49. Renata disse:

    Natália: bem na verdade eu quis dizer que o pessoal que postou aqui “criticando” o pessoal do clipe, só disse que é “repetitivo, cansativo, parecido com isso ou com aquilo” .. e isso volta naquilo que eu disse antes, é simplesmente uma questão de gosto. Os “críticos” daqui comparam o clip com o “seu” estilo e gosto musical, (mesmo que insconscientemente) aí como provavelmente não tem NADA em comum, “julgam” ser ruim. Então, a base de análise deles é muito fraca. (Não posso “afirmar” com certeza que foi o caso dos comentários aqui, mas é o que dá a entender). Arrisco a dizer que os próprios “profissionais” para isso, são falhos, afinal quem é que sabe (e por que o sabe?) TUDO o que é bom ou ruim, de fato?

  50. Luiz disse:

    “”@bossindrama A banda mais bonita da cidade eh a rebecca black do indie””

  51. Rejane Ayres disse:

    Cara, que coisa chata. Fofinho demais, bonitinho demais. A única coisa que vale é a edição, as tomadas. Parabéns pra técnica, mas a banda é a mais cansativa da cidade.

  52. emnauelly disse:

    eu amei, esse video, estão de parabéns 🙂

  53. Ana Flávia disse:

    Bando de invejoso, o clipe é lindo e cheio de amor, mal amados são os que tao ai falando mal!

  54. Alexandre Liblik disse:

    Muito triste boa parte da imprensa que diz que eles são “fofos”, como um produto agradável. Olha: eu toco no Ruido/mm que é uma banda daqui de Curitiba e conheço os moleques. Eles são assim mesmo: eles são autênticos, o que deixa com mais raiva boa parte desta galerinha pseudo-cabeça… Os moleques conseguiram numa música o que os últimos 10 anos chatos dos indies não conseguiram… Inveja é foda… E quanto à comparação com o clipe do Beirut, eles assumiram isto e sinceramente, o deles é mais legal. Veja como eles olham nos olhos, veja como ” it`s the real thing”. É por isso que tá todo mundo amando. Viva a banda mais bonita da cidade. Viva gente autêntica. Mesmo que fique somente nos 6 minutos de fama, já valeu demais.

  55. Mateus Campos disse:

    Na internet, uma música só tem uma repercussão tão intensa como essa se for muito ruim ou muito boa. E eu acho que não é o primeiro caso, amiguinhos. Gostei da rapazeada curitibana. Sonzinho solar.

  56. Ludwig Franz DeLarge disse:

    Aposto que o ódio gratuito vem dos indies de quarto que estão com bunda doída porque a banda já “nasceu hypada”. Se o video tivesse menos de 1000 views, nego estaria aí achando “digno” e celebrando mais uma descoberta pra sua listinha de bandas a serem citadas em um Starbucks para mostrar o quão indie se é.

  57. Se trocar o post por um clipe do Restart ou do Justin Bieber, os comentários deste post continuam valendo DO MESMO JEITO. Faz o teste.

  58. Luiz disse:

    na internet não existe essa relação certa entre qualidade e repercussão. viral pra mim Ainda é pura cagada.

  59. Zed Martins disse:

    booooring

  60. André disse:

    Nem vi.

  61. Paulo disse:

    Brasileiro é mesmo um bando de BABACA, pra vc ser aceito vc tem que falar bem, nivelam tudo por baixo. O clipe á muito bem feito, mas caraio deixa as pessoa terem o direito de GOSTAR e de NÃO GOSTAR, sem ficar chamando de mal-comido, etc. Ces tão muito careta, pre-conceituosos, pela sacos, e tudo mais. Deixa as pessoas falarem o que acham !

  62. Antonella Dias disse:

    Porra, só tem mal comido aqui. Depois toca uma “Rihanna”, cantando “QUAL É O MEU NOME?” e nego fica louco, alucinado, gastando 190 conto pra assistir essa bosta no Rock in Rio que, por sinal, tá com ausência de rock. Ou então, fica excitado com uma batidinha de funk que diz: “tchuntcha tchacatchaca na butchaca”. Ah, vão tomar no centro do ânus de vocês. Existe música ruim sim, mas essa não é uma. A letra é bonita e endende-se que a “moral” é o tamanho do amor da pessoa, que é enorme e, ainda sim, cabe no coração. Brega? Feio? Caetano Veloso, Maria Gadu (com seus shimbalaiês), Adriana Calcanhoto, entre outros mpb’s masters do Brasil nem são bregas também não, né? Na verdade, o que é ser brega? É falar de amor, de coração? Sinto em dizer, mas 90% das músicas tocadas no mundo inteiro falam sobre amor, paixão, sexo, atração, tesão. Basta vocês prestarem um pouquinho de atenção à letra, além de só sentirem a batida, o ritmo. A diferença é que essa música é meio “hippie”, tocada (em maioria) por violão e com poucos efeitos sonoros. Acho que mais da metade das pessoas que estão aqui criticando, não tem argumentos e, nem sequer, opniões próprias formadas. Apenas leram o que o fulaninho comentou antes e concordou. Típico da massa do povo brasileiro, centrada, que não exerga além, hipócrita e que aceita “verdades absolutas” ditas pela boca pequena. Antes de criticar, procure argumentos e tenha certeza da opnião que tem! Dizer que a música é feia só porque é de uma banda desconhecida, simples, indie, hippie, sei lá que porra de estilo é, mas dar isso como motivo é pala. E o mal do mundo é a pala!

  63. Fabrício disse:

    Achei legal o vídeo e a música, que é tão chiclete quanto qualquer axé/funk/sertanejo universitário/etc (veja você, não estou colocando qualidade em jogo com esse comentário). Só o que me deixa intrigado é como 20 negos não conseguiram fazer uma música com mais de 8 versos, mas tá valendo todo hype.
    4.82 de 5 de uma unidade qualitativa qualquer.

  64. Fernando disse:

    Pra quem não curtiu vai pro You Tube e assiste o “Use filtro solar…” com o Pedro Bial.
    Moçada chata pra kct… “aposto que a inveja vem dos indies de quarto estão com a bunda doída…” [2]

  65. RX Urien disse:

    É óbvio que o clipe é bonito e a música gruda na cabeça. Mas e aí? É o Sandy Junior dos indies? Quanto tempo vai durar essa banda? Vi os outros clipes e as músicas são todas iguais e bem infantis. Tenho sorte que existem coisas mais interessantes pra ouvir aqui no Brasil.

  66. Mandou muito bem Antonella!

  67. Vanviski disse:

    Gostei da musiquinha… conheço Rio Negro, Mafra, já passeei muito por lá, andei pelas ruas, pela ponte velha que divide as duas cidades e os dois estados (Rio Negro – PR e Mafra – SC) e aí não foi uma simples música pra mim porque tinha contexto pra agregar valor. E a penteadeira fez todo o sentido pra mim.
    Brasil vai além das capitais. A cena musical parece ser muito só paulista, ou carioca ou baiana. Talvez daí também venha o rótulo de hippie que muitos colocaram na banda.

  68. Fernando disse:

    Talvez não tenha ficado claro, quis apenas dizer que tem tanta coisa que já encheu o saco como o Usem filtro solar narrado pelo Pedro Bial, que não entendo como ainda reclamam. É uma excelente produção.

  69. Ivan disse:

    Discutir música é mesma uma desgraça, parabéns pra quem tem paciência. É a primeira vez que leio os comentários dos posts e já aprendi que sou hater, amargo, mal comido e zé povinho, entre outros adjetivos. No final aprendi até que, como não gostei do vídeo, devo gostar de Rihanna e funk carioca. Os caras realmente tem um poder de dedução fora do comum. Valeu pela aula pessoal!

  70. É como disse o Alexandre Liblik: “Os moleques conseguiram numa música o que os últimos 10 anos chatos dos indies não conseguiram”. Não que precisassem ficar 10 anos tentando: se demora tudo isso pra chegar lá, meu amigo, então não tem jeito mesmo…
    Ok, o indie já deu, mas qual é a próxima? Global ghetto?

  71. Daniel Xavier disse:

    Sem entrar em qualquer discussão de valor da obra, dei uma passada apressada nos comentários e não vi nenhuma menção ao edward sharpe and the magnetic zeros como referência da banda. Total: http://www.youtube.com/watch?v=rjFaenf1T-Y

  72. Só não entendi até agora aonde tá a parte hippie da parada…

  73. Só não entendi até agora aonde tá a parte hippie da parada… [2]

  74. Douglas Silva disse:

    de todos os comentarios, só um foi realmente útil:

    bruna em 19 de maio, 2011 às 6:00 pm
    entre AMOR E ÓDIO fico com isto
    http://www.youtube.com/watch?v=GAJiphRVyhw

  75. Jomar Badin disse:

    Fazia tempos que não curtia algo tão bom, criativo e simples. Parabéns

    “Coração não é tão simples quanto pensa,nele cabe o que não cabe na dispensa”

    como diz o grande Chaves … isso, isso, isso

    🙂

  76. RX Urien disse:

    Não é hippie é yuppie. KNOW YOUR SHIT!

  77. nando disse:

    Foda é nego meter que foi uma parada despretensiosa… que tava comemorando o aniversário de um deles e ‘resolveram’ gravar um plano sequencia” Aí, nem deram muita bola pro copião, mas já que a galera tava cobrando, resolveram finalizar e lançar ‘pros amigos’! http://g1.globo.com/parana/noticia/2011/05/o-pais-inteiro-esta-compartilhando-nossa-alegria-diz-vocalista-de-banda.html
    “Eles estavam apenas se divertindo num casarão centenário”
    Ah, mermão… sério!? O trabalho que deve ter sido gravar esse plano!?
    Essa postura de “ah não foi nada isso aí” é que é foda!
    O pior é que ficou bonito, bem feito e contagiante! Independente de ser uma colcha de retalho de uma porrada de coisa que já aconteceu (momento “You’ve Probably Never Heard”), pra quem não conhece, é Thriller no céu e BMBC na Terra! Muito espertos!

  78. Enio disse:

    ingressos esgotados em Curitiba. só pra constar.

  79. Ana Carolina disse:

    Isso é apenas uma estética que muita gente tá compartilhando! Estética musical e audiovisual. Taí Vincent Moon, Casas Bahia, Miranda July, Música de Bolso, Horto Sessions, Beirut, Banda Mais Bonita da Cidade, Graveola, Dinda e tantos outros. Gosto é pessoal, eu gosto bastante, mas já estou ficando de saco cheio, agora não sei se por causa do falassê ou se porque a estética se esgotou mesmo.

  80. Cadu disse:

    Comentei no blog do Lucio e repito aqui.
    As frases da musica são legais, fofas e lembram Belle & Sebastian em algum momento, som parece Arcade Fire, Beirut … Se tivesse 3 até 4 minutos ia ser o ideal. Mas o grade ponto é: PQ o video fez um sucesso tão rapido ?!

    No meu ponto de vista, esse sucesso vem do video mostrar emoção, vc sente q eles estavam se divertindo q era algo verdadeiro ali, é de coração a emoção tava na casa e isso contagia quem vê o video e passa uma certa paz, tranquilidade, por mais q devem ter feito trocentos planos até valer … Talvez até seja esse o motivo de tanta emoção, vai q esse foi o 38 take ?! galera não aguentando mais e foi com tudo …

    Agora é triste ver nos comentarios um bairrismo desnecessario …

  81. Pessoal confunde “não gosto” com “é ruim”.
    Se você não gosta do som, se você não se sente agradado pela música, mude de canal.
    Se você tem uma necessidade absurda de criticar, arrume alguém que lhe pediu uma crítica…

  82. Carlos disse:

    Nesse final de semana, a discussão por toda parte era: qualé a dessa banda? Eles são bons mesmo ou é só carência generalizada. Ao final, chegamos a conclusão de q as duas coisas estão corretas. Depois que os Los Hermanos acabaram, e considerando o cenário tenebroso que é o mainstream hj, ficou um vácuo, uma lacuna, uma necessidade de uma banda que falasse das mesmas coisas de sempre mas com um olhar um pouco mais profundo, bonito. Aí aparece essa banda e vira comoção: é a salvação da galera que não aguenta o pop quadrado que tem no Brasil hoje. Eles tão ali a meio caminho da mpb e do indie, sem cair no clichê do “mistura de ritmos” e nem chegam a ser banda de nicho. E como se não bastasse, eles parecem sinceros, não tem postura de “grandes artistas”, não se apresentam como indivíduos especiais, puros, como o Teatro Mágico.

    Compará-los com Teatro Mágico é maldade. O Teatro Mágico tem a “poética” de um sub-Engenheiros do Hawaii, só tem a cara de coisa sensível pra enganar menina de 13 anos, qdo na verdade cantam coisas que Renato Russo teria vergonha de escutar. O público de Teatro Mágico é o mesmo de Luan Santana, Victor e Leo e Ana Carolina, e o que pensa em U2 qdo se fala de rock. Essa Banda Mais Bonita da Cidade não. A primeira referência foi o Beirut, nem tanto pelo estilo, mas pela intenção (corajosa) de optar pela emoção em primeiro plano. Por mais que Oração não seja genial, e tenha se tornado notável mais pelo oq falei lá em cima (a carência por coisas assim), eu andei vendo outras músicas deles e por elas eu percebi q eles tem um senso enorme, e talento tb. Se vão aparecer imitadores, se vão se firmar, aí é outra história. Quando a histeria passar, é q vai dá pra ter noção do q realmente são. E acho q pode sair coisa muito melhor dali.

  83. Alcobo disse:

    Na boa esperem a matéria no Fantástico ou na Veja do final de semana, para verem o que é hype… Com a locução do Zeca Camargo um bloco inteiro sobre o que são, onde vivem e do que se alimentam os indies.
    Semana que vem ninguém mais lembra… Enquanto isso eles aparecem no Paraná TV, você vai ver, na principal matéria da segunda edição. 🙂

  84. EJT disse:

    Achei chato.
    Claro, questão de gosto.
    Não é ruim, só não me agrada mesmo.

  85. André disse:

    E o hit musical de 2011 continua sendo “Sou Foda”

  86. Concordo. “Sou Foda” no Brasil, “Friday” fora dele.

  87. Ludmila Vilarinhos disse:

    O problema da qualidade na internet é endeusarem qualuqer coisa.

  88. Diego Brito disse:

    antes isso do que VOU NÃO POSSO NÃO

  89. Luís Guilherme disse:

    94 comentários aqui… Mais de 1 milhão e meio de exibições no YouTube… A “crítica especializada” de SP e RJ torcendo o nariz… Odiadores sempre vão odiar. Eu tô apenas curtindo uma banda da minha terra, fora do eixo, causando tanta repercussão. Uma dica: confiram a banda anterior do guitarrista Rodrigo Lemos, a Poléxia.

    http://www.youtube.com/results?search_query=pol%C3%A9xia&aq=f

  90. anônimo disse:

    fuck me, I’m famous

  91. Marcos Cunha disse:

    espera um pouco que logo essa música vai ser usada em uma campanha institucional de celular/marca de carro/plano de saúde…

  92. — Quando será que o Youtube/Google vai repassar para o ECAD por esse milhão de visualizações?
    — Quanto o ECAD vai repassar para a banda?
    É algo no mínimo curioso.

  93. Cesinha disse:

    Ae modernos odiosos, vcs são brasileiros viu, fiquem frios… todos vcs são BRA-SI-LEI-ROS nem curtindo Beirut ou enaltecendo Arcade Fire vai mudar.

    Essa molecada ai esta vivendo algo que vcs nunca irao viver hehehe

    Falem menos e façam mais super criticos.

  94. Felipe disse:

    Só não entendi até agora aonde tá a parte hippie da parada… [3]

    O hippie de hoje pe menos hippie do que o dos anos 70?

  95. rafael disse:

    A cachorrinha poderia ter latido bagarai no final e estragado tudo.

    Mas só pra fazer coro com o cara lá de cima: o que segura é a garota serelepe de xadrez, que é bem bonitinha.

  96. Walter Thoms disse:

    Escuto numa boa… não curto pacas, como tá acontecendo agora, ame ou odeie.. palhaçada. Não tem essa pra mim, eu fico no purgatório. Agora ficar chamando de hippie!? hipponga?! bicho-grilo!? Puta merda… é falta de criatividade, dor de cotovelo ou gostar de rotular mesmo, e a música “mercadoramama” é som de hippie também? Neo-psicodelia indie free jazz underground rock? Oq vcs acham fodões rotuladores? Me ajudem com a sabedoria insana de vocês! Ficam batendo em cima das mesmas teclas e fazendo comparações ridículas também, sem falar os que ficam no preconceito imbecil “curitibocas indies”… que cansativo. Salve a autenticidade deles, como disse o Liblik! Assim como o som autêntico da ruído/mm, wandula, stella-viva, do grupo fato e tantas outras que tem por aqui, e que são muitas.

  97. André Parada disse:

    Que proporção que esse comentario tomou…
    Eu achei uma bosta mesmo. E acho que ele tem todo direito de postar que achou ruim, é repetitiva mesmo, não só na letra, a música inteira, um arranjo bobo sem nada a acrescentar. Alguém ainda teve a coragem de mandar ouvir Odara, ninguém que ouviu Odara realmente quer citá-la pra comprar com essa música né. Concordo que os caras tenham tido uma boa intenção, e cantavam sobre amor e não bunda ou tiro, mas eu não acho legal, o dono do site não acha legal, e esse pessoal que gostou chega com uma certa falta de educação.

  98. fui lá conferir de novo…
    “oração” é como falar “eu te amo” para quem você ama.
    é ver o olho brilhando quando tua gata te vê depois de um dia de trabalho, é como um encontro de amigos, é ver seu cão balançar o rabo quando você o chama…
    é o sorriso no rosto do teu bebê.
    não.
    essas sensações não vão salvar o mundo.
    mas vai me fazer feliz, ao menos durante algum tempo – e ainda vou ter essas lembranças.
    afinal, a vida não é feita de som e de fúria?
    A.

  99. Jeh_Fhiona disse:

    Na real o que esta acontecendo com a galera em geral na minha reles opinião chama-se “DOR DE COTOVELO”. Porra gente opinião e gosto musical é literalmente como CU porque cada um tem o seu, se alguem ai tem alguma idéia mais original, bunitinha ou menos repetitiva então vai lá, mete as caras e lança algo para as outras pessoas tão sem criatividade quanto vocês criticarem.

    Agora eu falo tah: Adorei, achei uma graça, não acho que os caras vão ganhar o Grammy latino do ano mas estão expondo algo muito mais construtivo do que “tô ficando atoladinha” ou alguma coisa com piroca e cu, que com certeza algum dos que postaram agrassões curtem. Chiquete por chiquete tem Bon Jovi, Maroon 5 e Pitty. Então simplesmente adorei! Queria fazer parte do clipe pq adoro musiquinhas assim pra ficar cantarolando e pensando na coisas BOAS DA VIDA.

  100. Evelyn Andrade disse:

    Adorei tb!!! ninguém fala mal de um clip cheio de vulgaridade!!! pq falam mal de um q tem como principal característica a simplicidade!!

  101. Juliana disse:

    Queee perfeiçãooooooooooo, muitoo lindo, dá vontade de passar o dia td ouvindoo, parabéns mossada Bjuuus

  102. Izabella Santos disse:

    achei muito legal, ideia sensacional a de vocês, parabéns. ao contrario das musicas de hoje que nem letra tem e são apenas porcarias.. sucesso pra vocês. ;D

  103. Bruna disse:

    AMEEEEEEEEEEEI, muito legaaaaal!

  104. Biia disse:

    SÓ TEM BURRO CRITICANDO!

    Caralho, nego é burro pra caralho mané! Ficam falando que repetiram muitas vezes o refrão, mas essa repetição é PROPOSITAL, ô bando de anta!!! O NOME DA MÚSICA É “ORAÇÃO” e pra quem já rezou alguma vez na vida, sabe que a oração é algo que se repete, é igual sempre!!! Pra quem rezou o terço então… putz, entendeu perfeitamente a moral do vídeo, da música. Agora os BURROS ficam criticando sem nem parar pra tentar analisar. BANDO DE ANTA!!! Por causa de vcs que o Brasil afunda, gente que vota sem pensar, que age sem pensar, que FALA sem pensar, que julga sem pensar. Gente ignorante não por falta de estudo, mas simplesmente porque NAO PENSA!!!

  105. Matheus disse:

    Achei o vídeo e a música sensacionais. Se torna, realmente, uma oração.

    Muito bem bolado!

  106. Jonas do Carregador disse:

    Meu amigo, na letra consta despensa. “Dispensa” é a apenas a pronúncia… ninguém pronuncia corretamente DESPENSA… soa estranho, fica até feio eu diria. Uma dica pra quem não tem cultura poética: Na poesia tudo é permitido! Até a Marisa Monte já errou de propósito… ou vc acha que é correto dizer “beija eu”??? Que eu saiba, depois de verbo só pronome oblíquo. Quem critica é porque tem inveja, ou porque está acostumado com o ordinário, o protocolar… se assusta quando surge algo inovador… não é à toa que o vídeo já ultrapassou 2,5 milhões de acessos.

    Abraço!

  107. Tiane Fróes. disse:

    Achei meio cansativo seis minutos de refrão, mas isso não afetou muito a beleza do clipe, ficou lindo do mesmo jeito. Parabéns à banda! E aos críticos “desconstrutivos”: façam melhor!

  108. Dayane Ferreira disse:

    SOM OTIMOOOOOOOOOOOO E AS CRITICAS SAO APENAS DOS INVEJOSOS ! PORQUE QUEM É NORMAL E CURTI UMA MUSICA DE BOA QUALIDADE ADOROU NÃO APENAS UMA MUSICA DE VOCÊS MAIS SIM TOOOOOOOOOOOOOOODAS!
    ESSE ESTILO É SÓ PARA SERES PENSANTES … =DDDDD AMEI DE VERDADE .. É POR AII .. VAI LONGE MEEEEESMO!

  109. Luiz disse:

    (gente normal e pensante que curte musica de boa qualidade? é por comentarios como esse acima que é tão bom criticar a banda.)

  110. Thiago de Sá Bacelar disse:

    Caramba, adorei!!!
    Muito boa a musica!

  111. Diego Hiroshi disse:

    FENOMENAL…
    É REPETITIVO DEMAIS…. E DE TÃO REPETITIVO… JA OUVI CENTENAS DE VEZES..MOSTREI PRA CENTENAS DE PESSOAS…..RSSS
    ESTOU CONTAGIADO PELA CRIATIVIDADE. E RITMO….. SORTE PRA VCS…
    PARABENS…. OTIMO MESMO…. GRANDE ABRAÇO A TODOS….

    VOU REPETIR SÓ MAIS UMA VEZ….. RSSS
    ADOREI… PARABENS…. ABÇ….

  112. Rick disse:

    Concordo com a galera!!! só tem um bando de mal comido e completo tem tambem aqueles que são “comeninguem “” ta o motivo do não gostar !!! bando de produtos da midia global!!!

  113. yasmim disse:

    adorei esse video
    ficou bem legal a lera da musica
    parabens pra vcs banda mais linda do mundo *

  1. 18/05/2011

    […] [via] Compartilhar Seja o primeiro a comentar este post. […]

  2. 20/05/2011

    […] Vale uma lida nos comentários daqui. […]

  3. 20/05/2011

    […] Entre as comparações internacionais feitas pelo internautas figuram Beirut, Arcade Fire, Polyphonic Spree e Belle & Sebastian. “É, a gente adora Beirut mesmo”, escreveu no YouTube um integrante do grupo. Outra comparação, diz respeito a concepção imagética de “Oração” que remete ao plano sequência utilizado no vídeo de 2009 para “Música de Bolso”  de Iara Renó e, claro, para os vídeos do Beirut feitos para divulgar o álbum “Flying Club Cup”. “Os videos do Beirut para o “flying club cup” são sim a nossa referência maior pra realizarmos o nosso”, postou Vinícius Nisi no site Trabalho Sujo. […]

  4. 22/05/2011

    […] discussão é ótima. « Marcha da Maconha em São Paulo: essa história só começou | 4:20 » Por […]

  5. 23/05/2011

    […] E se for um viral? E se estivermos sendo enganados por uma marca espertinha? Estamos discutindo forma ou conteúdo? Gosto pessoal ou alheio? « Bob Dylan no SWU 2011 | » Por Alexandre Matias às […]

  6. 23/05/2011

    […] já disse, a discussão é boa. « O crepúsculo de Jim Jarmusch | » Por Alexandre Matias às 10:03 | | Permalink […]

  7. 23/05/2011

    […] para! Nem o papo! « A Banda Mais Bonita da Cidade na pista de dança | Vida Fodona #284: A normalidade […]

  8. 27/05/2011

    […] videoclipe “oração” e sua repercussão, todos já comentaram. O post de Alexandre Matias gerou uma discussão enorme nos comentários, o de Lúcio Ribeiro elencou as melhores […]

  9. 04/06/2011

    […] mas o clipe novo do Cérebro tem uma relação bem engraçada – hipster-paulistana – com a vibe do fenômeno curitibano. « Médicos com armas | Hey Rosetta x A Banda Mais Bonita da Cidade » Por […]

  10. 04/05/2012

    […] Vale uma lida nos comentários daqui. […]