Combustão espontânea – em iídiche!

YonatanGat-CasaDoMancha

O guitarrista israelense Yonatan Gat atropelou todas as expectativas com um show eletrizante nesta quarta, na Casa do Mancha, misturando uma guitarra totalmente improvisada, que hora bebe no pós-punk, outras na música tradicional judaica e no jazz mais free, além de ecoar lembranças de Robert Fripp, Django Reinhardt e até guitarra baiana. Ele tocou ao lado do brasileiro Sergio Sayeg, ex-Garotas Suecas, que segurou uma base puro krautrock e do impressionante baterista Gal Lazer, uma máquina de destruir bateria em ritmos completamente atordoantes. Os três tocaram meia hora instrumental antes d’O Terno, deixando todo mundo de cara – e os únicos vocais da noite foram em iídiche, num clima quase sagrado.

Exagero? Filmei quase tudo, saca só:

Você pode gostar...