#CliMatias: O que fazer nestes dias de quarentena

Uma das minhas primeiras decisões de ano novo foi matar o #CliMatias, hashtag que eu mantinha no Instagram como uma espécie de saudação do dia: uma foto do céu e uma frase que remetesse ao clima – seja interior ou exterior – do dia que começava. Matei a seção como parte da minha decisão de abandonar as redes sociais até o fim do ano, sacrificando o sacerdócio diário para me ver livre destas atualizações.

Mas veio a pandemia e com ela a necessidade de entrar em confinamento, uma autoquarentena voluntária para não esperar que as autoridades brasileiras comecem a tomar alguma providência. Aos poucos as pessoas têm se conscientizado que o problema é grave e resolvi criar um programa em vídeo – tanto no IGTV do Instagram quanto num segundo canal do YouTube – para dar dicas do que fazer nestes dias de isolamento social. As dicas vão desde livros, filmes, séries e discos para curtir no tempo livre como dicas para não enlouquecer ou cair em depressão uma vez recluso num mesmo ambiente. O programa é diário e vai ao ar sempre de manhã – e aqui neste mesmo post vou colocando as dicas do dia bem como os links para os itens que indico – além das sugestões dos convidados, que sempre tento trazer.

24 de maio de 2020

Minha dica: O filme Meu Jantar com André (1981), de Louis Malle
Dicas do Guilherme Cobelo e da Tâmara Habka: Missão de Pesquisas Folclóricas (CD 1 – Pernambuco 1938, CD 2 – Paraíba 1938, CD 3 – Paraíba 1938, CD 4 – Paraíba 1938, CD 5 – Paraíba e Maranhão 1938 e CD 6 – Pará e Minas Gerais), do Mário de Andrade; Music of Ceará and Minas Gerais, organizado por Luis Heitor Corrêa de Azevedo, e A Lenda do Rei Sebastião: Registros sonoros do Maranhão, organizado por Roberto Machado e Paulo Baiano.