Slide

daphni

Na verdade, Dan Snaith misturou um lado B do produtor holandês Alex Israel (“Colugo“) com o hit disco “Main Gulbadan” da cantora Usha Uthup indiana sob sua alcunha paralela, Daphni. Delírio – e vale ouvir os originais.

O Sploid do Gizmodo pinçou esse comparativo gráfico feito pela Fat Wallet comparando as naves mais rápidas da ficção científica.

naves

Você sabia que a Estrela da Morte era tão rápida?

skylar

E a irresistível “Can’t You See“, a egotrip oitentista que inaugura a nova fase de Ryan DeRobertis – que deixa de ser oficialmente Saint Pepsi para assumir o alter ego de Skylar Spence a partir de setembro, quando lança seu disco Prom King – ganha seu próprio clipe.

full-house-unauthorized

Num país em que ninguém precisa pedir autorização de ninguém para contar a história de pessoas públicas, é inevitável que a volta do seriado Full House – Três é Demais, no Brasil – fosse dar origem a subprodutos ainda mais subs que o original. Mas como nenhum ator da série é interessante o suficiente pra segurar um livro ou que o público típico do seriado original seja meio preguiçoso pra ler, a inevitabilidade transformou essa história em um bizarro filme feito para a TV, que comentei no meu blog no UOL.

chvrches2015

O grupo escocês Chvrches volta a dar notícias e agenda o lançamento de seu segundo disco para o dia 25 de setembro, como disseram em seu Tumblr. O disco chama-se Every Open Eye e a banda divulgou tanto a capa do disco quanto o nome e a ordem das faixas, além do primeiro single, “Leave a Trace”.

chvrches-every-open-eye

Continue

yumi

O quarteto neozelandês ainda não tem disco novo pra mostrar, mas participou do novo EP do produtor suíço-canadense Cyril Hahn, chamado Begin, que ainda tem participações da dupla Say Lou Lou e da cantora angelena Kotomi. A faixa “Same” segue o clima hipnótico, doce e sintético característico das produções do Yumi Zouma, sente só:

jag_ar_ingrid._ingrid_bergman

A onda de documentários que nos faz rever histórias recentes começa a olhar para um passado um pouco mais distante e o filme Jag är Ingrid – traduzido para o inglês como Ingrid Bergman: In Her Own Words – conta a história da atriz Ingrid Bergman para além do monumento de beleza que ela era, trazendo imagens feitas em sua rotina e muitas registradas por ela mesma, além de usar fotos, trechos de diários e bilhetes que recriam a vida íntima de uma das musas do cinema norte-americano. O filme estreou no festival de Cannes deste ano em maio e deve entrar em circuito sueco no final de agosto. Segue o trailer (em sueco):

Jabba

Se o cineasta mexicano Guillermo Del Toro fosse convidado para dirigir um filme da série Star Wars Anthology, que contam histórias paralelas de personagens das três trilogias principais da série, ele escolheria contar a história de como Jabba se tornou o gângster que conhecemos em O Império Contra-Ataca. Disse ele ao Yahoo Movies:

“Isso não é de verdade, sou só eu como nerd gordo sendo nerd e falando disso. Eu faria uma espécie de saga O Poderoso Chefão que contaria como Jabba the Hutt fez para ganhar controle. Primeiro, porque é o personagem que mais parece comigo e eu gosto dele. Eu adoro a ideia de um tipo de máfia Hutt, um golpe bem complexo. Eu amo o personagem.”

Toda essa mitologia abre pressupostos pra tantas histórias foda…

vf505

Shall we?

Jerry Lee Lewis – “Just Dropped In (To See What Condition My Condition Was In)”
Jean Michel Jarre – “Zoolookologie”
Frank Zappa “Peaches En Regalia”
Erasmo Carlos – “Eu e Maria”
Yes – “Heart of Sunshine”
Stereolab – “French Disco”
Wilco – “Magnetized”
Boogarins – “Sei Lá”
Tame Impala – “The Less I Know The Better”
Jupiter Apple – “Collector’s Inside Collection”
Mark Ronson + Kevin Parker – “Leaving Los Feliz”
Blur – “Go Out”
Tulipa Ruiz – “Elixir”
Arctic Monkeys – “505”

Vamos?

volusiano-na-praca

Daqui a pouco participo da última transmissão da Rádio na Rua, do Instituto Volusiano. Quem quiser ir pessoalmente é só colar na Praça Cornélia, na Pompéia, pertinho do Sesc. Quem não conseguir pode ouvir aqui.