Pop

Na primeira edição do ano do Artejornalismo, programa dedicado a falar sobre profissionais que cobrem música já na época da internet, converso com Diego Pessoa, pernambucano que nem mesmo se considera jornalista, mesmo que seu trabalho esteja entre as principais referências online deste século, seja antecipando lançamentos ou fazendo registros não-oficiais no site Hominis Canidae. Também falamos sobre seu interesse original por música e como ele começou no jornalismo, ainda no tempo dos fanzines, sua atuação na revista Mi, a mudança de Recife para Teresina e os planos futuros do site, que agora também é um selo.

Assista aqui: Continue

Começamos o ano sem saber como a indústria cinematográfica vai resistir a mais doze meses sem salas de cinemas abertas, acirrando a competição com o streaming, que deve nos obrigar a repensar a cadeia – e a natureza – do cinema a partir de agora. Eu e André Graciotti aproveitamos também para recapitular alguns filmes de 2020 que não havíamos comentados por aqui ainda e fazemos nossas apostas sobre os filmes mais esperados para este novo ano.

Assista aqui: Continue

A novidade de 2021 do Polimatias é que teremos convidados de vez em quando – e começamos o ano com a presença deste compadre que já foi citado algumas vezes no programa. Eu e Polly Sjobon temos a satisfação de receber o querido Giancarlo Rufatto e juntos dissecamos 2020 à luz da cultura – filmes, séries e discos (inclusive os do Gian) que foram lançados neste período, conjecturando também sobre como esta época vai ser lembrada no futuro no que diz respeito às artes.

Assista aqui: Continue

Na primeira edição de 2021 do meu programa semanal de entrevistas Bom Saber, puxo o papo com o quadrinista Ricardo Coimbra (http://vidaeobrademimmesmo.blogspot.com/), um dos melhores críticos da situação brasileira, sempre pegando no pé de todos e mostrando que o papel do humor é incomodar. Aproveito para retomar sua trajetória e apontar seus próximos projetos, entre eles mais uma antologia de seus trabalhos mais recentes, que terá quatro histórias inéditas e deve sair este ano.

Assista aqui: Continue

“It was a dark day in Dallas, November ’63…”

“Every time I think that I’ve been takin’ the steps, you end up mad at me for makin’ a mess”

“You say my name like I have never heard before”

“My dog and my man and my music is my holy trinity”

Foto: Vitória Proença

kiko

“Queima, deixa arder, virar cinza, fumaça…”

“I would beg to disagree, but begging disagrees with me”