Noites Trabalho Sujo

setembro2016

Depois de alguns eventos mensais desfalcados, a equipe de aquecimento mental e aceleração de neurônios em condições ideais de temperatura e pressão do centro de pesquisa Noites Trabalho Sujo estará completa pela primeira vez neste semestre em mais um simpósio de suspensão de boas vibrações a partir da exposição de frequências sonoras. O intelectual orgânico Alexandre Matias, capitão do experimento, volta de uma temporada na estrada que teve passagens por Los Angeles, Brasília e Natal, em busca das filigranas do alto astral em movimento. O cético físico holístico Luiz Pattoli teve encontros com outras dimensões e ainda segue sobre o transe do impacto da recém-paternidade na glândula pineal. E o transnavegador Danilo Cabral acaba de voltar de uma passagem pela América do Norte que incluiu uma estada em Nova York e um ciclo de renovação espiritual em Austin. Os três reúnem-se para uma madrugada de celebração que antecipa uma série de novidades a partir da próxima edição do encontro. E na pista preta, o experimento do sábado cogita a possibilidades de grupos autores musicais passearem pelo controle de canções alheias. São duas duplas que tomam conta do auditório preto do nosso prédio-laboratório: Emmily Barreto e Cris Botarelli respondem pelo instituto de fricção elétrica potiguar Far from Alaska e a dupla Ricardo Cifas e Flávio Juliano são responsáveis pela colisão pós-punk FingerFingerrr – e as duas duplas prometem voos para regiões diferentes do hipocampo dos presentes. O evento começa pontualmente às 23h45 do dia 15 de outubro de 2016 e a presença só é garantida ao enviar o nome dos convidados para o correio eletrônico noitestrabalhosujo@gmail.com até às 18h do dia do evento. Abaixo, uma amostra do que nos espera neste encontro:

Noites Trabalho Sujo @ Trackers
Sábado, 15 de outubro de 2016
A partir das 23h45
No som: Alexandre Matias, Luiz Pattoli e Danilo Cabral (Noites Trabalho Sujo), Emmily Barreto e Cris Botarelli (Far from Alaska) e Ricardo Cifas e Flávio Juliano (FingerFingerrr)
Trackertower: R. Dom José de Barros, 337, Centro, São Paulo
Entrada: R$ 30 só com nome na lista pelo email noitestrabalhosujo@gmail.com. O preço da entrada deve ser pago em dinheiro, toda a consumação na casa é feita com cartões. E chegue cedo – os 100 que chegarem primeiro na Trackers pagam R$ 20 pra entrar.

noites10setembro2016

Nosso experimento mensal de purificação espiritual através de espectros sonoros manipulados pela mente conta com dois desfalques em sua edição de setembro, quando o cientista-fundador Alexandre Matias segue em simpósio metafísico na costa oeste norte-americana e o desbravador de sinapses Danilo Cabral continua sua longa peregrinação pelo reino do misticismo britânico. Cabe então ao metanavegador Luiz Pattoli, único representante presente do instituto de motivação psíquica Noites Trabalho Sujo, a função de capitão de mais um sábado inefável na antena de captação de boas vibrações localizada no centro da maior cidade da América do Sul. E para ajudá-lo em sua pregação carnal de timbres baixos, ele convocou dois ícones da preservação histórica sulista para motivar sua pregação êxtática: o célebre pesquisador Wilson Farina, já conhecido de outras edições deste nosso encontro, e o estudioso estreante no simpósio Tatu, ambos especializados nos efeitos das frequências elétricas sobre os batimentos cardíacos. Neste mesmo auditório surgem também as mestrandas Ana Prado e Nathalia Capistrano, reveladas ao público do colóquio neste 2016, que ministram mais uma apresentação já consagrada sob o codinome de Girls Bite Back. No outro auditório, quem recebe os convivas é a também consagrada dupla Gemini, formada pelos doutores do ritmo Karen Ercolin e Acácio Mendes, mais uma vez testando a fluência do corpo sob altas temperaturas. E nos honrando com uma presença tão intensa, vem a equipe de auditores independentes do centro de estudos Casa do Mancha, que aproveita o encontro para festejar nove anos de estudos ambiciosos e empíricos. O próprio fundador da seita musicologista Mancha Leonel recebe o professor pernambucano Bruno Nogueira e o pesquisador extrafísico Pedro Bonifrate para tensionar a psiquê coletiva levando bons fluidos e recuperando a autoestima dos que se dispuserem a se submeter aos seus caprichos. A presença no encontro só será possível sob a inscrição através do endereço de correio eletrônico noitestrabalhosujo@gmail.com até às 20h do dia de sua realização e o envio do nome à lista autoriza o uso morfológico do pequeno zeitgeist sob condições ideais de temperatura e pressão. Abaixo, uma amostra do que poderá acontecer neste encontro tão querido:

Noites Trabalho Sujo @ Trackers
Sábado, 10 de setembro de 2016
A partir das 23h45
No som: Luiz Pattoli (Noites Trabalho Sujo), Wilson Farina (Heatwave), Tatu, Mancha, Bruno Nogueira e Bonifrate (Casa do Mancha), Karen Ercolin e Acácio Mendes (Gemini) e Ana Prado e Nath Capistrano (Girls Bite Back)
Trackertower: R. Dom José de Barros, 337, Centro, São Paulo
Entrada: R$ 30 só com nome na lista pelo email noitestrabalhosujo@gmail.com. O preço da entrada deve ser pago em dinheiro, toda a consumação na casa é feita com cartões. E chegue cedo – os 100 que chegarem primeiro na Trackers pagam R$ 20 pra entrar.

noites13agosto2016

O frio que paira sobre o mês de agosto acabou funcionando como uma materialização do marasmo e da rotina pessimista que tem dominado este 2016, o que urge a necessidade de mais um ritual psíquico-científico para promover o descarrego de almas e a desintoxicação dos corações. Em nosso encontro mensal tecnopagão no centro de uma das maiores megalópoles do hemisfério, reunimos um time de estudiosos da harmonia e acadêmicos do ritmo para elevar espíritos e conectar neurônios apenas com o poder de frequências sonoras. O laboratório que batiza o evento, chefiado pelo cientista-orgânico Alexandre Matias, tem uma baixa na formação devido à perigosa incursão que o metaexplorador e galã Danilo Cabral tem feito no mundo da bruxaria pré-adolescente, fazendo que o cônsul do naturismo hormônico, o ministro Luiz Pattoli, acumule a função de copiloto e navegador durante a expedição para o interior da mente. O sarau idílico no auditório azul néon ainda conta com as presenças ilustres do casal formado pela historiadora em tempo real Liv Brandão e antropólogo comportamental Arnaldo Branco, ambos em visita fulminante fugindo do balneário carioca que sedia os Jogos Olímpicos. A dupla de pesquisadores Missin Link, formado pelos analistas de frequencias Daniel Prazeres e Vanessa Gusmão, também dominam o público pagante com seu transe emocional. Do outro lado daquele andar, um verdadeiro time de sociólogos, analistas de sistemas, bon vivants, exploradores e notívagos reunidos no instituto de filosofia Scream & Yell, liderado pelo anfitrião Marcelo Costa, que recebe as duplas Bruno Dias & Tiago Agostini e Nat Julio & Renato Moikano, além de Bruno Capelas e Tiago Trigo no auditório preto, dispostos a derreter corações e quadris com uma sequência emblemática de registros sonoros de afeição emocional. À entrada, outra dupla, esta formada pelo escultor de luz Fabs Grassi e pela viajante temporal Priscila de Castro Faria, recebem os que chegam num transe sensual para aquecer glândulas pineais. A presença neste encontro precisa ser confirmada através do endereço eletrônico noitestrabalhosujo@gmail.com até às 20h do dia da realização do evento, quando as confirmações começam a chegar de volta. Ouça seu coração e se aqueça neste inverno, começando por essa amostra que disponibilizamos na rede:

Noites Trabalho Sujo @ Trackers
Sábado, 13 de agosto de 2016
A partir das 23h45
No som: Alexandre Matias e Luiz Pattoli (Noites Trabalho Sujo), Liv Brandão e Arnaldo Branco, Daniel Prazeres e Vanessa Gusmão (Missin Link), Fabs Grassi e Priscilla de Castro Faria (no lounge), Marcelo Costa, Bruno Capelas, Bruno Dias, Tiago Agostini, Nat Julio, Renato Moikano e Tiago Trigo(Scream & Yell)
Trackertower: R. Dom José de Barros, 337, Centro, São Paulo
Entrada: R$ 30 só com nome na lista pelo email noitestrabalhosujo@gmail.com. O preço da entrada deve ser pago em dinheiro, toda a consumação na casa é feita com cartões. E chegue cedo – os 100 que chegarem primeiro na Trackers pagam R$ 20 pra entrar.