Loki

Um clássico.

Vocês viram o novo teaser da quinta temporada de Lost? Se liga, que é casca-grossa:

Muitas novidades, hein. E o que o Locke tá falando invertido no comecinho? O povo do SL-Lost.com inverteu e ouviu… “when am I?”.

E também saiu a relação com o nome dos dez primeiros episódios. Ei-los:

s05e01 – Because You Left
s05e02 – The Lie
s05e03 – JugHead
s05e04 – The Little Prince
s05e05 – This Place is Death
s05e06 – The Life and Death of Jeremy Bentham
s05e07 – 316
s05e08 – LeFleur
s05e09 – Namaste
s05e10 – He’s Our You

E se você não leu o texto em que eu falei sobre a série no meio da semana, olha ele aqui

E esse remix dos Petshoba pra “Kids”, vocês ouviram? Na real, os caras não mexeram muito… Deram um “pump” disco music típico deles pra psicodelia da dupla nova-iorquina ao mesmo tempo em que transformaram o tecladinho insuportável que é a marca registrada da canção em uma sirene meio house brega igualmente insuportável. Sutil ma non troppo, como é característico de Neil & Chris.


MGMT – “Kids (Pet Shop Boys Remix)

Via Catatau.

Nem vem regular mandar mixtape de sábado numa segunda, porque primeiro que último dia do ano tem mor cara de sábado e segundo que só assim pra eu retomar a seção, que havia hibernado. A dica é do Danilo: o produtor australiano Dave McKinney, que assina como Flow Dynamics, montou esse setzinho bala trazendo a lógica Girl Talk pra groovezeira funk setentona. Se liga que a parada é de cair o queixo:

Flow Dynamics live remix and mashup DJ Set.
Recorded at the Gold Diggers Festival, Barcelona, October 2007.

FlowDynamicsBarcelona.gif

< Download Here (147mb) >

This is a live Flow Dynamics mashup DJ set of funk, soul, hip hop, latin, disco, beats, and breaks, recorded in Barcelona as part of the Gold Diggers Festival at the Sala Apolo on 25th October 2007. I wanted to do something a little different with my dj sets on tour, so I basically had a pile of loops, grooves, songs, acapellas, and song snippets, and then used midi controllers and computer gear to trigger bits and pieces in and out. It means I could do a pile of live remixes and re-edits and make improvised mashups on the fly. Lotsa fun 😉 You can expect to hear lots of exclusive edits, live remixes and general mashup madness including Flow Dynamics favourites, old school dusty funk classics, and the latest tunes from around the globe. Funk, soul, hip hop, latin, disco, beats, and breaks. Feel good party styles all the way…”

Tracklisting (Length:64:16 secs)
Intro Edit (Flow Dynamics)
Dynamite Groove (Flow Dynamics live mashup)
Baby Get That Sound (Flow Dynamics live mashup)
Watch the Dog (Flow Dynamics live rework)
Hollywood Love Stuff (Flow Dynamics live mashup)
Funky White Brother (Featurecast – Flow Dynamics live tweak)
Think (Flow Dynamics live edit)
Avenue Rock (Featurecast)
Love Addict (Flow Dynamics live rework)
Get it off the Floor (Flow Dynamics live mashup)
Black Gold (Flow Dynamics live edit)
So Much Trouble (Flow Dynamics live edit)
Aint No Other Sunshine (Flow Dynamics live mashup)
Magic Galaxy (Flow Dynamics live mashup)
Chuck Berry (Featurecast)
Calle Candela (Flow Dynamics live rework)
Cut Sugar Sideways (Flow Dynamics live mashup)
Fijo’s Sweet Sister (Flow Dynamics live mashup)
Bad Steppin (Flow Dynamics live remix)
Superjam (Flow Dynamics remix)
Monkee Majik (Flow Dynamics live remix)
Live in the Mix (Flow Dynamics)
Live in the Lack of Afro (Flow Dynamics live mashup)
Sing It Loud (Flying Fish)
Chocolate (Flow Dynamics live rework)
Get Up and Dance Freak (Flow Dynamics live rework)
Funky Chicken (Flow Dynamics live remix)
Blow your Ill Sound (Flow Dynamics live mashup)
At the Speakeasy (Flow Dynamics remix)
Impulse (Flow Dynamics remix)
I’m a Man (Smoove)
Hippy Skippy Strut versus Mighty Show Shoppers (Live edit)
Rescue Me Marvin (Flow Dynamics live mashup)
Bossa for Bebo (Flow Dynamics)
Cosmic Soul (QDUP Foundation)

Laertevisão

laertevisao.jpg

Outro dia o Cadu se perguntava “o que aconteceu com o Laerte?” em referência ao fato do velho cartunista ter abandonado a lógica dos três quadrinhos em sua tira diária na Ilustrada e começado a explorar os limites do formato. O processo foi deflagrado pela morte de seu filho RafaelDaniel,mas tudo indica que a fase terapêutica já passou e Laerte assimilou a nova linguagem como sua. Em vez de colocar personagens conhecidos pra repetir piadas em diferentes pontos de vista, Laerte optou pela criação, às vezes sem sentido, às vezes pesada, limitada pelo espaço de uma tira de jornal – como um tipo de cineasta ao ser confrontado com um novo formato de tela. É como se Laerte tivesse cansado de fazer A Praça é Nossa e tivesse começado a… filosofar.

Comparo essa fase atual do Laerte com a primeira viagem de ácido do Robert Crumb (aquela que fez ele criar todos seus personagens mais conhecidos), só que às avessas (assistimos à abolição do personagem, algo que o Fernando Gonzales domina de uma forma muito pessoal) e em câmera lenta. Acho que ele está indo muito além dos limites do que qualquer artista brasileiro hoje. Nenhum outro conterrâneo – nem Fernando Meirelles, nem o Kassin – está tão ligado á sua própria época e sublinhando isso em sua própria arte do que Laerte. É um privilégio lê-lo todos os dias (já era, mas isso é como assistir às gravações do Bitches Brew).

E essa lógica foi para toda obra atual dele. Das tirinhas no caderno de informática da Folha ao quadrão sobre TV na Ilustrada de domingo. Estes últimos foram reunidos no excelente Laertevisão – Coisas que Não Esqueci, em que mistura memórias muito pessoais com suas lembranças sobre a TV. Fosse o Laerte antigo, veríamos pequenos quadros de comédia de situação no Brasil dos anos 50. Mas como é este novo Laerte, há um espaço para a reflexão e a filosofia (mesmo que infantil, pura) que nos prova que somos contemporâneos de um gênio.

(Como se os Piratas do Tietê já não nos tivessem provado, mas enfim…)

PS – A Carola deu o toque, passei batido – o filho dele que morreu foi o Daniel. O Rafael ajudou ele a organizar o Laertevisão. Mau meu.

djshirkhan-mixtapedesabado.jpg

Semaninha parada por aqui por conta da temporada em BH com debates (em breve, em vídeo) e a primeira intervenção Gente Bonita num festival, felizes por estarmos espremidos entre as Killers Shoes e o Miranda. Além de um dos melhores shows de 2007 (o LCD) e outro showzão do Battles (se tu curte pós-rock, não perca – eles ainda passam por Curitiba, São Paulo e Goiânia – aliás, o Goiânia Noise Festival da semana que vem promete… Além de abrigar sob um mesmo teto shows como Sepultura, Pato Fu, Jupiter Maçã, Cordel do Fogo Encantado, Móveis Coloniais de Acaju e Kassin + 2, ainda tá rolando um papo que o Adriano do Cansei de Ser Sexy vai estar no meio do público do debate em que o Dú, ex-empresário do Cansei e dono da Slag, vai participar), ainda rolou uma discotecagem bala do Shir Khan, que exibe seus dotes na mixtape deste sába(quase)do(mingo).

Aliás, a dica do set do DJ alemão (o nome ele tirou do tigre do Mogli, lembra?) também serve pra dar um toque sobre o blog de MP3 DJ Annonymous, que chama um monte de bambas (Jesus Presley, Slackers Delight, Q-Burns, Alex Moulton, The Tape) pra oferecerem sets para as massas – o site ainda tem outro set do alemão, clica aqui ó. Classe A. O set do Shir Khan tu baixa aqui (DJ Annonymous – Shir Khan) e a lista com as músicas estão neste JPG – como ele tocou em BH, tem Klaxons, Zongamin, Simian Mobile Disco, Justice e Mr. Oizo. Não custa lembrar que este é o mesmo Shir Khan que transformou uma música do Bonde do Rolê (“Offfice Boy”) em uma das melhores do ano. E como tirei a semaninha de folga do Link esta semana, este domingo não tem MúsicaLivre. Mas tem muito mais…

deepinsidepikachu.jpg

Não bastasse o Pokémon mais conhecido do mundo ter esse nome, ainda abrem esse tipo de brecha

TheAvalanches.jpg

Tava no Rii no fim de semana e não tive tempo de atualizar a dica do sabadão, então segue agora. “Avalanches Gimix” é a mixtape cláááássica do grupo Avalanches, lançada em maio do ano 2000 e que, depois de ter recebido negativas das editoras das maiorias dos envolvidos, foi “reduzido” no ótimo Since I Left You, o disco de estréia dos caras. Eles continuam na ativa, remixando aqui e ali, mas sumiram do horizonte. Já essa mixtape (tem que fazer login no site deles pra baixar) é perene. Sente o tracklist:

“Since I Left You” – The Avalanches
“Holiday”- Madonna
“Like A Rolling Stone” – Bob Dylan
“Stay Another Season” – The Avalanches
“Two Hearts In 3/4 Time” – The Avalanches
“A Roller Skating Jam Named Saturdays” – De La Soul
“Rapp Dirty” – Blowfly
“Baby Got Ya Money” – Old Dirty Bastard
“Running Away” – Roy Ayres
“Stool Pigeon” – Kid Creole And The Coconuts
“Close To You” – The Avalanches
“Crosstown Traffic” – Jimi Hendrix Experience
“Girls Just Wanna Have Fun” – Cyndi Lauper
“The Boy With The Thorn In His Side” – The Smiths
“Turbo” – Thomas Bangalter
“The Kitty Lounge” – Madcatt Courtship
“Down Under “- Men At Work
“Electricity Modular” – The Avalanches
“Ring Ring Ring Big Life” – De La Soul
“Electric Relaxation” – A Tribe Called Quest
“Oh Yeah” – Daft Punk
“Sandwiches” – Detroit Grand Pubas
“I Can’t Go For That (No Can Do)” – Hall And Oates
“Fucking In Heaven” – Fatboy Slim
“Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” – The Beatles
“Jayou” – Jurassic 5
“Groove Is In The Heart” -Deee-Lite
“Break Dance Electric Boogie (Jon Carter Mix)” – West Street Mob
“Real Motherfuckin’ Music” – Gonzalez
“Little Journey” – The Avalanches
“Diners Only” – The Avalanches
“A Different Feeling” – The Avalanches
“Pablo’s Cruise” – The Avalanches
“Billie Jean” – Michael Jackson
“The Climax” – Paperclip People
“Ye Ye De Smell” – Fela Ransome Kuti with Ginger Baker
“Got My Mind Made Up (12″ remix)” – Instant Funk
“Livin’ Thing” – Electric Light Orchestra
“Mickey Mouse Club Theme” – Mickey Mouse Club
“Looking Up To You” – Michael Wycoff
“Together We Are Beautiful” – Fern Kinney
“Tonight May Have To Last Me All My Life” – The Avalanches
“Dreams” – Fleetwood Mac

Cyndi Lauper, Hall & Oates, ELO, Beatles, Jurassic 5, Dylan, Madonna, Kid Creole e Ol’ Dirty Bastard no mesmo set? É – e no ano 2000 – antes do 2ManyDJs, do Diplo, do Girl Talk e do Gente Bonita, portanto.

<justice-mezzanine.jpg

Há dez dias, o Justice descia bordoadas em San Francisco. Coisa fina, cortesia do Sasha’s Retro Emporium. Baixe o set aqui.