Capitalismo responsável?

Segundo Eric Hobsbawm, isso não existe. E, de quebra, ele comenta os tumultos em Londres no ano passado e o movimento Occupy:

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. YCK disse:

    Noventa e cinco anos e de senil só tem a aparência.

  2. Ju Schmitt disse:

    HobsbawM – corrige aí

  3. Elvis disse:

    Hummm… Esse papo anticapitalista para quem trabalha no caderno de tecnologia do Estadão, se considera um bon vivant, gosta de baladas, soa um pouco incoerente não Sr. Matias? Qual seria a alternativa? Socialismo de boutique…

  4. shoze disse:

    O Hobsbawm é um marxista fiel e histórico. A análise dele é o Marx transposto para a história econômica mundial, mais ou menos como o Furtado é para a história econômica brasileira. É claro que ele será contra o capitalismo.

    No entanto, ele é impiedoso contra o socialismo levado a cabo na URSS e pela URSS. Critica pesadamente a política agrícola, o caráter de alguns líderes, a crueldade brutal do período stalinista, a alienação política que o regime provocou, a parte da Guerra Fria que cabe à URSS, etc.

    Qual é a alternativa? Bicho, não tem alternativa. Nem o Hobsbawm acredita, no fundo, em alguma alternativa. Mas esse capitalismo que aí está também não é uma alternativa, é só “o que restou”. Ou seja, viva e divirta-se, porque o mundo não vai melhorar tão cedo.

  5. Elvis disse:

    Adoro o século 20!