Bobby Fischer contra todos

Bem foda o documentário Bobby Fischer Against the World, que a festejada Liz Garbus lançou no início desse ano. Conta uma história relativamente conhecida – como surgiu o grande mestre do xadrez norte-americano, como sua ascensão popularizou o jogo no planeta e como ele, aos poucos, foi perdendo o prumo mental -, mas de forma magistral, com firmeza e graça tão improváveis em um tema tão árido. A pesquisa, que reuniu impressionantes imagens de arquivo, todas harmonicamente enfileiradas, vai ao ponto de investigar a psicologia da infância do protagonista, uma das celebridades mais enigmáticas da história dos EUA. Junto às cenas resgatadas, há entrevistas comoventes e uma disposição ao mesmo tempo cerebral e emocional à medida em que a história vai sendo contada, como se a diretora jogasse xadrez com as nossas expectativas.

Um filmaço, recomendado até pra quem acha xadrez chato (hereges!).

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Mateus disse:

    xadrez é legal, o problema são os enxadristas

  2. João disse:

    Acabei de assistir. Muito foda. Valeu pela dica, só essa sinopse aí comparando a narrativa com um jogo que xadrez que tá meio babaca. Sem ofensas, claro.