Bill Hicks: “O mundo é como um parque de diversões”

A última faixa deste Yoshimi Hip Hop, no entanto, não usa rappers como vocalista – e sim o comediante Bill Hicks. Uma pequena aulinha de vidafodona, olha só:

“The world is like a ride at an amusement park. And when you choose to go on it, you think that it’s real because that’s how powerful our minds are. And the ride goes up and down and round and round. It has thrills and chills, and it’s very brightly coloured, and it’s very loud and it’s fun, for a while. Some people have been on the ride for a long time, and they begin to question – is this real, or is this just a ride? And other people have remembered, and they come back to us. They say ‘Hey! Don’t worry, don’t be afraid, ever, because, this is just a ride.’ And we…kill those people. Ha ha ha. ‘Shut him up! We have a lot invested in this ride. SHUT HIM UP! Look at my furrows of worry. Look at my big bank account and family. This just has to be real.’ It’s just a ride. But we always kill those good guys who try and tell us that, you ever notice that? And let the demons run amok. But it doesn’t matter because: it’s just a ride. And we can change it anytime we want. It’s only a choice. No effort, no work, no job, no savings, and money. A choice, right now, between fear and love. The eyes of fear want you to put bigger locks on your doors, buy guns, close yourselves off. The eyes of love, instead, see all of us as one. Here’s what you can do to change the world, right now, to a better ride. Take all that money that we spend on weapons and defence each year, and instead spend it feeding, clothing and educating the poor of the world, which it would many times over, not one human being excluded, and we could explore space, together, both inner and outer, for ever, in peace.”

Se alguém se dispuser a traduzir, por favor, o faça – que eu publico aqui.

O João traduziu, se liga:

“O mundo é como um passeio em um parque de diversões. E quando você escolhe entrar nele, você pensa que ele é real porque nossa mente é poderosa. E no passeio você vai para cima e para baixo e dá voltas. Ele tem emoções e calmarias, e é muito brilhante e colorido, e é muito barulhento e é divertido, por um tempo. Algumas pessoas estão no passeio por muito tempo, e elas começam a questionar – isso é real ou é só um passeio? E outras pessoas lembram, e elas voltam para a gente. Elas dizem “Ei! Não se preocupe, não fique com medo, nunca, porque é só um passeio”. E a gente… mata essas pessoas. Ha ha ha. “Calem a boca dele! Nós temos muito investido nesse passeio. CALEM A BOCA DELE! Olhe para minhas rugas de preocupação. Olhe para minha rica conta bancária e minha família. Isso tem que ser real.” É só um passeio. Mas nós sempre matamos esses caras bons que tentam e nos dizem isso, você já percebeu isso? E deixamos os demonios enlouquecer. Mas isso
não importa porque é só um passeio. E podemos mudar a hora que quisermos. É só uma escolha. Nenhum esforço, nenhum trabalho, nenhum emprego, nenhuma economia, e dinheiro. Uma escolha, agora, entre medo e amor. Os olhos do medo querem que você coloque fechaduras maiores nas suas portas, compre armas, se tranque. Os olhos do amor, por outro lado, veêm todos nós como um. Eis o que vocês podem fazer para mudar o mundo, agora, para um passeio melhor. Pegue todo o dinheiro que gastamos em armas e defesa todo ano e ao invés disso invista em alimentação, roupas e educação para os pobres em todo o mundo de forma que nenhum ser humano seja excluido e nós poderemos explorar o espaço, juntos, tanto por dentro quanto por fora, para sempre, em paz.”

Valeu, bicho!


The Kleptones – “Last Words (A Tribute)

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. João disse:

    O mundo é como um passeio em um parque de diversões. E quando você escolhe entrar nele, você pensa que ele é real porque nossa mente é poderosa. E no passeio você vai para cima e para baixo e dá voltas. Ele tem emoções e calmarias, e é muito brilhante e colorido, e é muito barulhento e é divertido, por um tempo. Algumas pessoas estão no passeio por muito tempo, e elas começam a questionar – isso é real ou é só um passeio? E outras pessoas lembram, e elas voltam para a gente. Elas dizem “Ei! Não se preocupe, não fique com medo, nunca, porque é só um passeio”. E a gente… mata essas pessoas. Ha ha ha. “Calem a boca dele! Nós temos muito investido nesse passeio. CALEM A BOCA DELE! Olhe para minhas rugas de preocupação. Olhe para minha rica conta bancária e minha família. Isso tem que ser real.” É só um passeio. Mas nós sempre matamos esses caras bons que tentam e nos dizem isso, você já percebeu isso? E deixamos os demonios enlouquecer. Mas isso não importa porque é só um passeio. E podemos mudar a hora que quisermos. É só uma escolha. Nenhum esforço, nenhum trabalho, nenhum emprego, nenhuma economia, e dinheiro. Uma escolha, agora, entre medo e amor. Os olhos do medo querem que você coloque fechaduras maiores nas suas portas, compre armas, se tranque. Os olhos do amor, por outro lado, veêm todos nós como um. Eis o que vocês podem fazer para mudar o mundo, agora, para um passeio melhor. Pegue todo o dinheiro que gastamos em armas e defesa todo ano e ao invés disso invista em alimentação, roupas e educação para os pobres em todo o mundo de forma que nenhum ser humano seja excluido e nós poderemos explorar o espaço, juntos, tanto por dentro quanto por fora, para sempre, em paz.

  2. Eu não se disponho a traduzir, mas ajudo a lembrar que o fodão PREACHER do Garth Ennis terminava com uma citação do Bill Hicks.

  3. emer disse:

    Esse outro aqui do Bill Hicks também é profundo:

    Positive LSD Story
    http://www.youtube.com/watch?v=AXmzcroUmdU

  4. Bob disse:

    O movimento Zeitgeist tb usa a citação do Bill Hicks. Ficou muito boa a interpretação do locutor:

    http://www.youtube.com/watch?v=f-Oectw3HEM&feature=fvsr

  1. 20/10/2010

    […] Kleptones + Bill Hicks – “Last Words (A Tribute)” […]