Mais Yellow Submarine em quadrinhos

Desta vez, segue um trecho quadrinizado que deveria entrar no filme, mas talvez não tenha entrado pela questão dos direitos autorais. Esse blog aqui mostra as imagens e dá mais detalhes.

E por falar em Beatles…

…o Terron conta como foi o reencontro de Paul e Ringo no palco, depois de muitos anos sem tocar juntos. O show ainda contou com a abertura-surpresa de Jerry Seinfeld:

O vídeo acima conta com a apresentação de Seinfeld, David Lynch apresentando Ringo (que canta “Yellow Submarine” e “It Don’t Come Easy”) e Paul (que canta “Drive My Car” e o comecinho de “Jet”).

Esse outro tem o Paul macaqueando ao piano antes de começar a cantar “Let it Be”, menos de cinco segundos de “Blackbird” e menos de um minuto dos dois Beatles cantando “With a Little Help from My Friends”. Já já aparecem mais vídeos.

BeatlesTube

E ainda nos Beatles, conheça o BeatlesTube – um site que compila todos os vídeos dos quatro que estão no YouTube de forma bem organizada.

Esse é o lendário show da banda no ginásio de Budokan, no Japão, usado pela primeira vez para algo que não fossem apresentações de artes marciais. Os shows aconteceram em junho de 1966, pouco antes da banda pendurar as chuteiras e parar de se apresentar ao vivo. Olha o repertório do show:

“Rock’n’Roll Music”
“She’s a Woman”
“If I Needed Someone”
“Day Tripper”
“Baby’s in Black”
“I Feel Fine”
“Yesterday”
“I Wanna Be Your Man”
“Nowhere Man”
“Paperback Writer”
“I’m Down”

Sgt. Pepper’s à brasileira

Nessa, o povo do Mexerica caprichou. E já lanço a idéia aqui: se vocês fizerem uma camiseta disso, vão ganhar um dinheirinho, hein… E, se rolar, me arruma uma aê depois. Se deu certo, sem querer, quando eu linkei o Obamis da Baile Coringa, heheheeh

Mais Sgt. Pepper abrasileirado

Não é a primeira vez que fazem esse tipo de paródia do Sgt. Pepper’s com elementos brasileiros. A penúltima edição da gestão de Ricardo Alexandre na revista Bizz trouxe a seguinte capa sobre o impacto do disco na produção pop brasileira em 77 (colaborei nessa matéria, aliás):

E a Tainá me lembrou que a Jungle Drums, revista inglesa tocada por brasileiros e sobre o Brasil em Londres, comemorou seu sexto aniversário no fim do ano passado com esta capa aqui.

E numa nota de rodapé (que é o lugar dela), e a Set hein? Quem diria…

Sgt. Pepper’s in dub

Depois de jogar o Dark Side of the Moon e o OK Computer na terra dos baixos pesados, ecos de percussão e névoa branca do dub, é a vez do Easy Star All-Stars se dedicarem a verter o disco clássico dos Beatles para estas paragens. À primeira audição, Easy Star All-Stars – Easy Stars Lonely Hearts Dub Band é OK, mas piora bem quando lembramos que isso é uma fórmula. Vários outros hits online também são, mas compare o trabalho que o Inri Christo tem pra fazer paródias cantadas por suas discípulas ou o de internautas anônimos ao regravar uma música transformando sua letra de forma a fazer paródia do clipe com o de produzir um disco inteiro… Tá na hora dos caras repensarem sua idéia, senão, em vez de soarem repetitivos, vão simplesmente ser esquecidos. Fora que, aqui pensando, que outro álbum merece esse tipo de homenagem?


Easy Star All-Stars – “A Day In The Life (com Michael Rose e Menny More)

Penny Lane ao pé da letra

Eu sei, eu sei, a idéia é velha: mas essa ficou boa, vai.

Vida Fodona #148: Semana tá corridaça



E, de novo, não deu pra falar entre as músicas. Por isso, outro Vida Fodona Soundsystem – e esse tá no capricho!

Leebuzz – “Fistful of Diggity”
Beatles – “Eleanor Rigby (Soulwax Remix)”
Lucas Santtana + Do Amor – “Who Can Say Which Way”
Snoop Dogg – “Dr. King Remembers (feat. Sly Stone)”
Curumin – “Mistério Stéreo”
Lily Allen – “Womanizer”
Fancy – “Do the D.A.N.C.E.”
Mickey Gang – “Horses Can’t Dance”
Franz Ferdinand – “Live Alone”
Bauhaus – “Telegram Sam”
Malajube – “333”
Mando Diao – “Dance With Somebody”
TV on the Radio – “Heroes”
Dodos – “Undeclared”
Elliott Smith – “New Monkey”
Marcos Valle – “Os Grilos”
Whitest Boy Alive – “Intentions”
Chairlift – “Evident Utensil (MGMT Remix)”
Dan Auerbach – “Real Desire”

Vamo?

Beatle Juice

Que tal essas caixas de suco? E a mesma infâmia saudável que deve ter dado origem à idéia ainda determinou os sabores de cada caixinha… Muito fera.

E o melhor: dá pra fazer em casa – entre nesse site e pegue os modelos. Aí é só imprimir num papel grosso e montar.

E esse amplificadorzinho, hein…

Muita tiração de onda