A autobiografia de Rita Lee

ritaleejones

A versão da história de Rita Lee por ela mesma já vinha circulando no mercado editorial brasileiro há um tempo e agora encontrou casa na Globo Livros, que anunciou o lançamento do livro para o fim do mês. Mas antes de começarem a especular sobre o que pode ou não estar no livro (imagina a quantidade de histórias que essa mulher viveu), vale perceber o crescimento de um momentum ao redor da mutante original, finalmente celebrando sua importância na história da música brasileira.

Por enquanto deixo esse clássico dos anos 70 que parece ter sido escrito sobre 2016:

ritalee-rs

Agora é moda, sair nua em capa de revista
Agora é moda, pichar a vida de artista
Agora é moda, bionicar o corpo inteiro
Agora é moda, culpar o mercado estrangeiro
Dance, dance, dance – Dancei!

Agora é moda, poupar dinheiro pro futuro
Agora é moda, pegar alguém pulando o muro
Agora é moda, acontecer uma tragédia
Agora é moda, a inquisição da Idade Média
Dance, dance, dance – Dancei!

Agora é moda, matar pra não morrer de fome
Agora é moda, chauvinista pra ser homem
Agora é moda, ter vocação pra ser famoso
Agora é moda, saber que dói mas é gostoso
Dance, dance, dance – Dancei!

Agora é moda, economizar a gasolina
Agora é moda, coroa e cara de menina
Agora é moda, tentar salvar a natureza
Agora é moda, achar que tudo é uma pobreza
Dance, dance, dance – Dancei!

Agora é moda, chorar de tanto dar risada
Agora é moda, morrer na curva de uma estrada
Agora é moda, ser o dono da verdade
Agora é moda, dizer que amor não tem idade
Dance, dance, dance – Dancei!

Agora é moda, bancar o fino e educado
Agora é moda, dançar pra não ficar parado
Agora é moda, fazer novela de vanguarda
Agora é moda, chegar depois da hora marcada
Cheguei!
Dance, dance, dance – Dancei!

Você pode gostar...