Audio, Video, Disco – lá vem o Justice

Bem bom esse clipe novo do Justice.

Ele move-se de forma clássica, de forma a remeter ao making of do Dark Side of the Moon ou ao clipe de “Free As a Bird” dos Beatles, mudando de cenários como se estes fossem vizinhos numa edição mais lenta do que a do clipe de “D.A.N.C.E.” ou do longa A Cross the Universe. Ao mesmo tempo, a dupla francesa fotografa e ilumina os diferentes estágios de seu próprio trabalho, da composição ao palco, passando pela gravação e bastidores enquanto martela sua própria iconografia, toda ela também ligada ao rock clássico – cabelos, bigodes, camisetas de banda, jaquetas de couro, pilhas de amplificadores, guitarras e a onipresente cruz.

Sozinha, “Audio, Video, Disco” não é grande coisa, mas aliada ao vídeo, ela ganha a dimensão de um prisma que corta em camadas diferentes aspectos do que é o Justice – e uma frase quase chata, repetida em loop eterno, ganha ares de trilha sonora estilosa e cool. E assim, parece funcionar sozinha, uma vez visto o vídeo. Será essa a receita do título do disco?

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. Ricardo disse:

    Realmente o clipe fez a música.

  2. Mariana disse:

    Escutei a música antes de ver o clipe e já achei que soava como trilha sonora cool. Acho que o negócio funciona, mesmo.