Alessandra Leão: Enfrente

enfrente

A cantora e percussionista pernambucana Alessandra Leão encerra as temporadas Segundamente de 2017, fazendo as últimas quatro segundas-feiras do ano no Centro da Terra. A temporada imaginada por ela chama-se Enfrente e mistura música e artes plásticas, reunindo convidados de peso. A cada segunda, Alessandra trará diferentes convidados entre músicos e artistas plásticos. A primeira segunda, batizada de Unha, Gogó e Tapa reúne o guitarrista e arranjador Rafa Barreto, o artista plástico e músico Manu Maltez e a cantora e violonista JosyAra. Dia 13 é a vez da segunda chamada Queda Livre, com as vozes de Juçara Marçal, Thais Nicodemo e Edgar Pereira e o artista plástico Marcelo Gandhi. Dia 20 é o dia de Macumba e Catimbó, com os percussionistas Mauricio Bade e Abuhl Júnior, o violonista Douglas Germano e a artista plástica Vânia Medeiros. E finalmente, dia 27, há a segunda chamada Crocante, com a instrumentista e cantora Lívia Mattos e os guitarristas Leonardo Mendes e Kiko Dinucci (que também faz as artes do disco. Conversei com Alessandra sobre como será o seu novembro no Centro da Terra (e os ingressos podem ser comprados aqui).

Qual foi o ponto de partida desta temporada?

O título da temporada veio antes ou depois do conceito?

Fale sobre a noite Unha, Gogó e Tapa.

Agora sobre a noite Queda Livre.

A vez de Macumba e Catimbó.

E finalmente a noite Crocante.

Como esta temporada conversa com outros trabalhos seus?

A temporada se transforma em alguma outra coisa?

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *