A senhora Mano Brown

eliane-dias-tpm

Bem foda essa entrevista que a Lia fez pra TPM com a Eliane Dias, mulher do líder dos Racionais e empresária da maior banda de rap do Brasil.

Qual é o peso de ser a mulher do Mano Brown?
Um peso enorme. Portas se abrem, portes se fecham. As pessoas me batem muito, me usam muito, se aproximam de mim pra poder chegar no Brown, então sou esse canal. Fiquei mais de 20 anos desconhecida porque nunca quis ser chamada de mulher do Mano Brown, mas não tem jeito, mulher do Brown é mulher do Brown.

Existe preconceito?
Existe. Teve pessoas que foram na Assembleia Legislativa e falaram assim: “Você é a mulher do Brown? Eu vim aqui só pra te conhecer. Mas você é completamente diferente do que eu pensava, achei que você usasse roupa larga, fosse toda cheia de tatuagem”. Porque na Assembleia eu trabalho de salto e roupa social. E as pessoas falam: “Você é muito diferente do que imaginava, você não fala gíria”. Eu nunca falei.

Você não é vida loka…
Sou vida loka porque tendo que encarar o Mano Brown e o Racionais só sendo vida loka. Você pensa que é fácil ser mulher num lugar desse? Não é fácil, não. É encrenca pura, tem que ser muito macho pra viver aqui. A gente enfrenta machismo, as mães perdem seus filhos pro crime, pra bala, pra droga. Você vê as meninas com 12 anos engravidando. E a violência? Pelo amor de Deus, gente. As minhas sobrinhas, quando vão casar, eu converso com os caras e falo: “Se encostar a mão na minha sobrinha vai se ver comigo”. Eu vou pra cima mesmo.

Leia a íntegra lá no site da TPM.

Você pode gostar...