A Loirinha, o Playboy e o Negão

E por falar em verão 2010, o Chico Barney desenterrou essa pérola da Kelly Key que pode ser ressuscitada pra próxima temporada, já que o ano que vem promete ser um embate pesado entre o politicamente correto xiita e a merda no ventilador, temperado com muita grana. Kelly Key é sempre boa visita – e o jeito que ela despreza o playboy com escárnio já é um clássico do pós-feminismo. Olha a letra:

Geral tava olhando
A loirinha com o negão
Juntinhos de mãos dadas
Zoando no calçadão
Foi quando de repente
Me veio um cidadão
E perguntou: loirinha
O que tu viu nesse negão?
O que vi dentro dele eu
Não vi dentro de você
Me de papel, caneta
Que já vou lhe responder:
Meu preto é 100%
E me coloca pra chorar
Só pra tirar uma onda
Playboy, vou te esculachar

Por isso eu fiz essa canção
Pensando no meu jeito
Pro playboy ouvir
E rever seus conceitos
Ele é escuro sim
É um tremendo negão
Mas não lhe falta
Educação e respeito

Geral tava olhando
A loirinha com o negão
Juntinhos de mãos dadas
Zoando no calçadão
Foi quando de repente
Me veio um cidadão
E perguntou loirinha
O que tu viu nesse negão?
O que vi dentro dele
Não vi dentro de você
Me de papel, caneta
Que já vou lhe responder
Meu preto é 100%
E me coloca pra chorar
Só pra tirar uma onda
Playboy, vou te esculachar

Por isso eu fiz essa canção
Pensando no meu jeito
Pro playboy ouvir
E rever seus conceitos
Ele é escuro sim
É um tremendo negão
Mas não lhe falta
Educação e respeito

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. tiago disse:

    Na verdade tudo começou com o Zeca Camargo e sua lista das 20 melhores músicas brasileiras.
    http://colunas.g1.com.br/zecacamargo/

  2. chico barney disse:

    sou fã da canção muito antes do zeca camargo!

    abs

  3. Paulo Torres disse:

    “Embate pesado entre o politicamente correto xiita e a merda no ventilador”
    Eu já defini pra que lado torcerei. Só preciso de bolar um grito de guerra, que não seja “olê, olê olê olá, merda, merda”!

  4. Rafael Rosa disse:

    “E me coloca pra chorar”
    Muitas imagens na minha cabeça…

  5. só dá uma escorregada aqui:
    “ele é escuro sim, é um tremendo negão, MAS não lhe falta educação e respeito”.
    incrível como uma simples conjunção pode por tudo a perder.

  6. Hilrani disse:

    Chocante! Como salientou o Pedro, nada mais repugnante que esse “mas” pra justificar as qualidades da pessoa. Alem de assassinar qualquer linha poetica, a letra eh uma afronta e um desrespeito. Sou feliz pq jamais opuvi essa perola, e nao pretendso mudar isso, enquanto ninguem atirar a “dita cuja” no ventilador que abana pra o lado de ca!!! Nao foi apenas a pobre conjuncao, nao, Pedro, acho eu.

  7. Hilrani disse:

    Ah, claro que nao cliquei no video….nao preciso dessa memoria registrada, ja tenho dessas que me bastam.