A conexão Strokes + Tecnobrega

strokes

A música nova dos Strokes foi recebida com estranhamento na sexta-feira, especialmente no Brasil: enquanto os fãs da banda lamentaram a sonoridade oitentista (bem mais próxima do disco solo de Julian Casablancas do que qualquer outro disco dos Strokes), os fãs de tecnobrega saudaram a nova sonoridade do grupo – até mesmo seus principais protagonistas (Gaby Amarantos e a Gang do Eletro) comemoraram o parentesco sonoro em suas contas do Twitter:

strokes-tecnobrega

E logo vem a internet, implacável, e lança suas paródias, como esse “clipe oficial” inspirado no mashup que o Tiago Lyra fez do Trenzinho Carreta Furacão com “Lisztomania”, do Phoenix:

E o DJ Jak empilhou as referências mais citadas (“Xirley” de Gaby Amarantos, “Take on Me” do A-ha e a própria “Lisztomania”) num mesmo remix esquizofrênico.

A citação a “Take on Me” vem do fato do riff da nova dos Strokes ter certo parentesco com o maior hit pop da história da Noruega – e é inevitável lembrar do remix do mítico DJ Cremoso – criação anônima recifense inventada para satirizar o tecnobrega – para a canção do A-ha:

Esta citação é a chave para essa conexão Strokes com o tecnobrega, pois as duas partes tiveram a base de sua sonoridade fundada durante uns anos 80 sintetizados. Repare nesse clássico do Jean-Michel Jarre de 1981 e veja se não tem a ver tanto com a música nova dos Strokes, o solo de Casablancas e a batida do tecnobrega):

Mas alguém apontou a semelhança da melodia de “One Way Trigger” com essa música do Maná (?!):

O pior é que tem a ver… E a música nova dos Strokes pode ser baixada no site deles.

Você pode gostar...

11 Resultados

  1. polipolar disse:

    eu achei que o som dos strokes parece a versão de take on me do dj cremoso

  2. Delfin disse:

    O mesmo comentário do popipolar, Matias.
    http://grooveshark.com/s/Take+On+Me+Dj+Cremoso+Remix/2VOkYl?src=5

    Conheci o DJ Cremoso esta semana, dias antes do release do som novo dos Strokes. Conexão inevitável.

  3. silvio césar disse:

    Se existe conexão entre Strokes e o tecnobrega, segue ai um dos melhores discos de 2010, o The People’s Recor, da banda SUECA Club 8. Esse mundo é muito louco, gente! http://www.youtube.com/watch?v=I1pNWIoR2d4

    • Junior Godim disse:

      Bem legal ezse som. Me lembrou esta outra banda chamada Fool’s Gold, que conheci na mesma época. Li que a guitarra parecia a do Chimbinha hahaha

      http://youtu.be/W0wPNow3ymc

      • silvio césar disse:

        Esses americanos eu não conhecia. Baita som pra cima!
        Esse preconceito que o povo tem com essas músicas até parece estranho se a gente notar que eles são uma evolução natural dos rítmos africanos. Tá na cara!

  4. Junior Godim disse:

    É o mundo se aproximando. Se tocasse essa música do Jarre numa festa eu ia jurar que era de alguma aparelhagem de Belém!!

  5. Cassiano disse:

    Não chega a ser uma novidade. O New Order tinha células rítmicas próximas ao baião e xaxado. Tecnobrega é uma síntese pop que usa sons sintetizados o tempo todo. Assim como o funk carioca bate com o Kraftwerk lá atrás, via Afrika Bambaataa. Música pop é isso.

  1. 28/01/2013

    […] veio de quem sacou a semelhança da melodia da faixa com a de uma música do Maná – o Matias escreveu sobre esse e outros pontos que envolvem a […]

  2. 13/02/2013

    […] chocar a indiezada ao flertar com o tecnobrega em “One Way Trigger”, primeira música divulgada do seu quinto disco, “Comedown Machine”, o Strokes botam […]