2012 vem aí!

Não é o ano, é o filme do Rolland Emmerich.

Se ele só filmasse essas cenas quase surrealistas seria um dos meus diretores favoritos.

Você pode gostar...