18 de 2018: Tudo Tanto

tudotanto

Uma das tristezas de 2017 – ano de encerramento de ciclos – foi o fim da revista Caros Amigos, publicação que acompanhava desde a primeira edição nos longínquos anos 90 e da qual fui me tornar colaborador nos últimos anos. Além da imensa lacuna de inteligência que a revista deixou no mercado editorial brasileiro, o fim da Caros Amigos também interrompeu a coluna que mantinha mensalmente na revista dedicada a falar sobre música brasileira para um público mais interessado em política, economia, educação e questões sociais. Tratava a coluna, batizada a partir do título do segundo disco de Tulipa Ruiz, como capítulos de um livro escrito em tempo real, analisando as transformações da nossa música enquanto mostrava o quanto ela conversava com os outros temas mais caros à revista. A interrupção abrupta, no entanto, sempre me pareceu momentânea e em 2018 pude recuperá-la no novíssimo site Reverb, em versão semanal. Ainda estou me acostumando à nova periodicidade, mas a ideia é que ela lentamente retome o tom analítico contínuo que caracterizava a primeira encarnação da coluna – e todas elas, reproduzidas aqui no Trabalho Sujo, podem ser lidas neste link. Um beijo à Liv, que permitiu que esta coluna voltasse a existir numa época dessas.

Você pode gostar...